Your browser doesn't support javascript.
loading
Desafio do Núcleo de Atenção Médica Integrada diante da necessidade de inserção de fonoaudiólogo na Rede Municipal de Saúde de Fortaleza / The challenge of Núcleo de Atenção Médica Integrada in view of the need to include the speech-language pathologist in Fortaleza's Municipal Health System
Silva, Maria Emília Macedo Lopes; Brasil, Christina Cesar Praça; Regis, Aretuza Carla da Fonseca.
Afiliação
  • Silva, Maria Emília Macedo Lopes; Instituto de Otorrino e Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Imperatriz. Brasil
  • Brasil, Christina Cesar Praça; Universidade de Fortaleza. Fortaleza. Brasil
  • Regis, Aretuza Carla da Fonseca; s.af
Saúde Soc ; 19(4): 838-851, out.-dez. 2010. graf
Artigo em Português | LILACS-Express | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-63232
Biblioteca responsável: BR67.1
Localização: BR67.1
ABSTRACT

OBJETIVO:

Demonstrar a necessidade da inserção do fonoaudiólogo na rede municipal de saúde de Fortaleza-CE, diante da elevada demanda de usuários e da escassez de serviços gratuitos de fonoaudiologia nesse município.

MÉTODOS:

Estudo documental, transversal e descritivo com abordagem quantitativa, realizado de julho e setembro de 2008, no qual foram analisados os documentos de atendimentos fonoaudiológicos do Núcleo de Atenção Médica Integrada da Universidade de Fortaleza (NAMI-Unifor), no período de janeiro de 2006 a dezembro de 2007.

RESULTADOS:

Houve predomínio de atendimento das faixas etárias de 0 e 6 anos no setor de audiologia, (22,05 por cento); e de 0 a 10 anos no setor de fonoterapia, (58,09 por cento). O exame audiológico mais procurado foi a audiometria (65,78 por cento); o principal responsável pelo encaminhamento ao setor de audiologia foi o otorrinolaringologista (56,39 por cento). No setor de fonoterapia, a linguagem foi a área com maior prevalência de atendimentos (36,99 por cento). A terapia em grupo atingiu percentual significativo, com 37,27 por cento, em 2007. Foi registrada queda no número de atendimentos durante o período de recesso da Universidade, devido à redução do número de alunos.

CONCLUSÃO:

Com um trabalho em nível de atenção primária, no que concerne à saúde da comunicação humana/deglutição, haveria diminuição de gastos públicos com o tratamento das alterações fonoaudiológicas nos demais níveis de atenção. A presença do fonoaudiólogo nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) possibilitaria a melhoria da qualidade de vida da população em todos os ciclos de vida, além da redução da sobrecarga nos serviços gratuitos que prestam atendimento fonoaudiológico no município de Fortaleza.(AU)
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Atenção Primária à Saúde / Saúde Pública / Fonoaudiologia / Promoção da Saúde Tipo de estudo: Estudo observacional / Estudo de prevalência Idioma: Português Revista: Saúde Soc Ano de publicação: 2010 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Instituto de Otorrino e Cirurgia de Cabeça e Pescoço/Brasil / Universidade de Fortaleza/Brasil
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Atenção Primária à Saúde / Saúde Pública / Fonoaudiologia / Promoção da Saúde Tipo de estudo: Estudo observacional / Estudo de prevalência Idioma: Português Revista: Saúde Soc Ano de publicação: 2010 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Instituto de Otorrino e Cirurgia de Cabeça e Pescoço/Brasil / Universidade de Fortaleza/Brasil
...