Your browser doesn't support javascript.
Risk factors in household contacts of leprosy patients using clinical, sociodemographic, and laboratorial variables/Fatores de risco em contatos intradomiciliares de pacientes com hanseníase utilizando variáveis clínicas, sociodemográficas e laboratoriais
Rev Pan-Amaz Saude ; 8(2): 23-30, 2017. ilus, tab
Artigo em Português | IEC | ID: iec-16180
Biblioteca responsável: BR275.1
Localização: PCIEC2017 / BR275.1
RESUMO

OBJETIVO:

Identificar fatores de risco em contatos intradomiciliares de pacientes com hanseníase, utilizando-se variáveis clínicas, sociodemográficas e laboratoriais.

MATERIAIS E MÉTODOS:

Investigou-se uma série de casos, avaliando-se contatos intradomiciliares de pacientes com hanseníase, atendidos em um centro de referência do estado do Pará, Brasil, no período de 2012 a 2015. Foram realizados os exames dermatoneurológico, sorologia anti-PGL-I (ELISA, utilizando pontos de corte 0,2 e 0,13) e o controle da vacina BCG, além de ter sido elaborado levantamento de dados clínicos e demográficos do caso índice.

RESULTADOS:

Ocorreu maior predominância de contatos com pelo menos uma dose vacinal de BCG (91,1%), e houve maior soropositividade entre contatos das formas de hanseníase multibacilar, sendo mais prevalente quando utilizado o ponto de corte 0,13 (61,5%). As maiores titulações de anti-PGL-I ocorreram entre pessoas do sexo feminino (51,1%), com ensino fundamental (46,7%) e na faixa etária de 15 a 40 anos (47,8%). A maioria dos indivíduos (91,4%) habitava casas com menos de dois cômodos.

CONCLUSÃO:

Concluiu-se que baixa escolaridade, idade e condições de moradia podem ser fatores de risco para o adoecimento por hanseníase entre os contatos intradomiciliares das formas multibacilares; que as faixas etárias mais jovens estão mais expostas ao contato com o bacilo da hanseníase; e que a sorologia anti-PGL-I é uma importante ferramenta de seguimentos de contatos das formas multibacilares
ABSTRACT

OBJECTIVE:

To identify risk factors in household contacts of leprosy patients, using clinical, sociodemographic, and laboratorial variables.

MATERIALS AND METHODS:

Cases series were investigated evaluating the household contacts of leprosy patients that were attended in a reference center in Pará State, Brazil, from 2012 to 2015. Dermatoneurological examinations, anti-PGL-I serology (ELISA, using cut-off point 0.2 and 0.13), and BCG vaccine control were performed, as well as clinical demographic data survey from the index case was conducted.

RESULTS:

There was higher predominance of the contacts that had been BCG vaccinated at least once (91.1%), higher seropositivity among contacts that present the disease multibacillary leprosy form, being more prevalent when the cut-off point was 0.13 (61.5%). The higest anti-PGL-I titrations were detected among the female group (51.1%), those that had elementary education (46.7%) and were among 15 to 40 years old (47.8%). The majority of individuals (91.4%) lived in houses with less than two rooms.

CONCLUSION:

It was concluded that low education level, age and living conditions may be risk factors for leprosy illness among household contacts of the multibacillary leprosy form; the younger age groups are more exposed to the bacillus contact; and that the anti-PGL-I serology is an important tool for tracking contacts of multibacillary leprosy forms
Assuntos

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados nacionais Base de dados: IEC Assunto principal: Fatores Socioeconômicos / Imunoglobulina M / Ensaio de Imunoadsorção Enzimática / Vacina BCG / Epidemiologia Descritiva / Fatores de Risco / Busca de Comunicante / Monitoramento Epidemiológico / Hanseníase Tipo de estudo: Ensaio clínico controlado Aspecto clínico: Etiologia Idioma: Português Revista: Rev Pan-Amaz Saude Ano de publicação: 2017 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Inst/BR / Universidade Federal do Pará-UFPA/BR / Universidade Federal do Pará. Instituto de Ciências da Saúde. Faculdade de Enfermagem/BR / Universidade Federal do Pará. Laboratório de Pesquisas em Ep/BR