Your browser doesn't support javascript.
loading
Efeito de um antimicrobiano na microbiota duodenal: e na evoluçäo clínica de lactentes hospitalizados por diarréia aguda e persistente: um ensaio clínico duplo-cego randomizado / The effect of an antimicrobial drug on duodenal microflora and on the clinical outcome of infants with acute or persistente diarrhea: a randomized double-blind clinical assay
Säo Paulo; s.n; 2000. 107 p. tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-272669
Biblioteca responsável: BR1.2
Localização: BR1.2; 6074
RESUMO
O objetivo do estudo foi avaliar o efeito da polimixina oral na microbiota duodenal e na evolução clínica de lactentes hospitalizados com quadros graves de diarréia aguda e persistente. Este estudo duplo-cego randomizado, incluiu 25 lactentes menores de um ano de idade, hospitalizados com diarréia aguda e persistente. Os pacientes foram randomizados para receber o tratamento com polimixina oral (10mg/kg/d) ou placebo por sete dias. Ambos os grupos receberam a mesma dieta (semi-elementar). Culturas de aspirado duodenal, incluindo pesquisa de aeróbios e anaeróbíos, e cultura de fezes, foram realizadas antes e após sete dias do tratamento. Cinco pacientes foram excluídos durante o decorrer do estudo. Os percentuais de pacientes que apresentaram proliferação bacteriana no intestino delgado (PBID) no grupo polimixina foram, respectivamente, 61,5 por cento (8113) antes do tratamento e 76,9 por cento (lOll3) após o tratamento. No grupo controle, estes valores foram, respectivamente, 71,4 por cento (5/7) e 57,1 por cento(4/7), antes e após o tratamento. No grupo polimixina, a Escherichia coli enteropatogênica clássica (EPEC) foi encontrada em 57,1 por cento (7113) dos pacientes antes do tratamento e em O,O por cento após tratamento. No grupo controle EPEC foi isolada em 57,1 por cento (4/7) dos pacientes antes do tratamento e em 14,3 por cento (2/7) após o tratamento. A duração, em dias, da diarréia após o início do estudo foi de 4,0 ñ 1,9 no grupo polimixina e em 3,8 ñ 2,3 no grupo controle (p=O,88). A média de ganho ponderar no final do ensaio foi 371 ñ 267g. no grupo polimixina e 276 ñ 244g. para o grupo controle (p=O,441). Cura clínica, no 4' dia, foi observada em 30,7 por cento (4113) no grupo polimixina e em 42,8 por cento (3/7) no grupo controle (p=O,651). Conclui-se que a polimixina por via oral não teve efeito em reduzir a proliferação bacteriana no intestino delgado e na evolução clínica de lactentes hospitalizados com diarréia aguda e persistente grave
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar / Doenças Neglicenciadas Tema em saúde: Meta 3.3: Acabar com as doenças tropicais negligenciadas e combater as doenças transmissíveis / Diarreia Base de dados: LILACS Assunto principal: Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto / Polimixinas / Diarreia Infantil / Intestino Delgado / Microbiologia Tipo de estudo: Ensaio clínico controlado Idioma: Português Ano de publicação: 2000 Tipo de documento: Tese

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar / Doenças Neglicenciadas Tema em saúde: Meta 3.3: Acabar com as doenças tropicais negligenciadas e combater as doenças transmissíveis / Diarreia Base de dados: LILACS Assunto principal: Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto / Polimixinas / Diarreia Infantil / Intestino Delgado / Microbiologia Tipo de estudo: Ensaio clínico controlado Idioma: Português Ano de publicação: 2000 Tipo de documento: Tese
...