Your browser doesn't support javascript.
loading
Diferenças no padräo de ocorrência da mortalidade neonatal e pós-neonatal no Município de Goiânica, Brasil, 1992-1996: análise espacial para identificaçäo das áreas de risco / Differential patterns of neonatal and post-neonatal mortality rates in Goiânia, Brazil, 1992-1996: use of spatial analysis to identify high-risk areas
Morais Neto, Otaliba Libânio de; Barros, Marilisa Berti de Azevedo; Martelli, Celina Maria Turchi; Silva, Simonne Almeida e; Cavenaghi, Suzana Marta; Siqueira Junior, Joäo Bosco.
Afiliação
  • Morais Neto, Otaliba Libânio de; Universidade Federal de Goiás. Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública. BR
  • Barros, Marilisa Berti de Azevedo; Universidade Estadual de Campinas. Departamento de Medicina Preventiva e Social. BR
  • Martelli, Celina Maria Turchi; Universidade Federal de Goiás. Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública. BR
  • Silva, Simonne Almeida e; Universidade Federal de Goiás. Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública. BR
  • Cavenaghi, Suzana Marta; Universidade Estadual de Campinas. Núcleo de Estudos Populacionais. BR
  • Siqueira Junior, Joäo Bosco; Goiânia. (Cidade). Secretaria de Saúde. BR
Cad. saúde pública ; 17(5): 1241-50, set.-out. 2001. mapas, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-300671
Biblioteca responsável: BR526.1
RESUMO
Refere-se à pesquisa acerca do padräo espacial dos componentes neonatal e pós-neonatal da mortalidade infantil em Goiânia, no Estado de Goiás, Brasil. A populaçäo do estudo foi a coorte de 101 mil nascidos vivos, residentes em Goiânia, de 1992 a 1996. As probabilidades de morte infantil foram estimadas mediante o cotejo dos arquivos de óbitos e de nascidos vivos. Para minimizar as flutuaçöes aleatórias das taxas, empregou-se o método Bayesiano empírico. A unidade de análise do padräo espacial foi constituída pelos 65 distritos urbanos de planejamento. Para análise de autocorreçäo espacial foram utilizados Moran "global", Moran local e estatística Gi local. Os componentes neonatal e pós-neonatal, da mortalidade infantil evidenciaram autocorrelaçäo espacial estatisticamente significativa. No período pós-neonatal, os distritos de risco concentram-se nas regiöes periféricas do município. No período neonatal, o padräo de ocorrência é heterogêneo, havendo distritos de alto risco distribuídos em todas as regiöes, inclusive na regiäo Central de Goiânia.
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Características de Residência / Mortalidade Infantil Tipo de estudo: Estudo de rastreamento País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Cad. saúde pública Assunto da revista: Saúde Pública / Toxicologia Ano de publicação: 2001 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Goiânia. (Cidade). Secretaria de Saúde/BR / Universidade Estadual de Campinas. Departamento de Medicina Preventiva e Social/BR / Universidade Estadual de Campinas. Núcleo de Estudos Populacionais/BR / Universidade Federal de Goiás. Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Características de Residência / Mortalidade Infantil Tipo de estudo: Estudo de rastreamento País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Cad. saúde pública Assunto da revista: Saúde Pública / Toxicologia Ano de publicação: 2001 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Goiânia. (Cidade). Secretaria de Saúde/BR / Universidade Estadual de Campinas. Departamento de Medicina Preventiva e Social/BR / Universidade Estadual de Campinas. Núcleo de Estudos Populacionais/BR / Universidade Federal de Goiás. Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública/BR
...