Your browser doesn't support javascript.
loading
Associaçäo entre apoio social e freqüecia relatada de auto-exame das mamas no estudo pró-saúde / Association between social support and told frequency of solemnity-exam of the you suckle in the study pro-health
Rio de Janeiro; s.n; 2001. 67 p. tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-300717
Biblioteca responsável: BR526.1
Localização: BR526.1; 616.994, A553a
RESUMO
Programas de screening de câncer de mama representam uma estratégia efetiva para a reduçäo de sua mortalidade. Nas últimas décadas, a importância das relaçöes sociais na preservaçäo da saúde vem sendo amplamente discutida, principalmente nos países desenvolvidos. Nesse contexto, inúmeros estudos epidemiológicos têm investigado a influência de características do ambiente psicossocial no risco de adoecer e de morrer, nos comportamentos relacionados à saúde e na utilizaçäo de serviços. O conceito de apoio social que, no caso desse estudo, envolve as dimensöes de apoio material, afetivo, emocional, de informaçäo e interaçäo positiva. Identifica a associaçäo entre a prevalência da prática do auto-exame das mamas e cinco diferentes dimensäes de apoio social, entre as funcionárias de uma universidade no Rio de Janeiro. As perguntas relativas ao apoio social e a freqüência do AEM foram incluídas em um questionário estruturado auto-preenchido, na primeira etapa de coleta de dados de um estudo de corte, com 4030 funcionários técnico-administrativos (sendo 2240 mulheres). A freqüência da prática relatada de AEM foi particularmente elevada entre as funcionárias do hospital universitário. Considerando-se o conjunto das funcionárias, a maior parcela (43 por cento) informou realizar AEM "todo mês" ou "quase todo mês" e (24 por cento) informaram praticá-lo "raramente" ou "nunca". A confiabilidade teste-reteste dessa informaçäo foi alta coeficiente kappa=0,82(IC95 por cento0,74-0,89). As respostas às perguntas que constituíram cada uma das cinco dimensöes de apoio social compuseram escores, cuja distribuiçäo apresentou concentraçäo nos valores mais altos (médias próximas a 80 pontos). Mesmo assim, foi possível discriminar subgrupos que apresentavam diferentes relevâncias da prática de AEM segundo tercis dos escores de apoio social. A prevalência da prática referida de AEM variou da forma direta com o nível dos cinco escores das dimensöes de apoio social. Na maioria das dimensöes, a chance de praticar AEM foi duas vezes maior entre as funcionárias situadas no tercil mais alto de apoio, comparadas às funcionárias situadas no tercil mais baixo. Tendo o mesmo grupo de referência, as funcionárias situadas no nível intermediário dos escores (2º tercil) apresentaram chance 50 por cento maior de praticar AEM. Os resultados encontrados nas cinco dimensöes permite concluir que níveis diferenciados de apoio social podem influenciar práticas de cuidados com a saúde como o AEM.
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Apoio Social / Neoplasias da Mama / Autoexame de Mama Idioma: Português Ano de publicação: 2001 Tipo de documento: Tese

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Apoio Social / Neoplasias da Mama / Autoexame de Mama Idioma: Português Ano de publicação: 2001 Tipo de documento: Tese
...