Your browser doesn't support javascript.
loading
Analgesia e sedação em situações de emergência e unidades de tratamento intensivo pediátrico / Analgesia and sedation in emergency situations and in the pediatric intensive care unit
Lago, Patrícia M; Piva, Jefferson P; Garcia, Pedro Celiny Ramos; Knight, Geoff; Ramelet, Anne-Sylvie; Duncan, Alan.
Afiliação
  • Lago, Patrícia M; Hospital de Clínicas de Porto Alegre. UTI pediátrica. BR
  • Piva, Jefferson P; Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. BR
  • Garcia, Pedro Celiny Ramos; Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Departamento de Pediatria. BR
  • Knight, Geoff; Princess Margaret Hospital for Children. UTI pediátrica. Perth. AU
  • Ramelet, Anne-Sylvie; Princess Margaret Hospital for Children. Perth. AU
  • Duncan, Alan; Princess Margaret Hospital for Children. UTI pediátrica. Perth. AU
J. pediatr. (Rio J.) ; 79(supl.2): S223-S230, nov. 2003.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-362017
Biblioteca responsável: BR1.1
RESUMO

OBJETIVO:

Revisar as atuais estratégias de uso de analgésicos e sedativos em salas de emergência e em unidades de tratamento intensivo pediátrico. FONTES DOS DADOS Revisão de bibliografia realizada na base de dados da Medline, além de capítulos de livros de terapia intensiva pediátrica e da experiência dos serviços dos autores. SíNTESE DOS DADOS Apesar de todos os avanços e pesquisas no campo da dor, o uso de sedativos e analgésicos em unidades intensivas pediátricas continua deficitário. A dor e o desconforto associados a situações de urgência, procedimentos invasivos e internações prolongadas ainda resultam em significativa morbidade aos pacientes pediátricos criticamente enfermos. A dificuldade de comunicação do paciente pediátrico com a equipe médica, a grande quantidade de procedimentos invasivos necessários à manutenção da vida, aliados à antiga premissa de que os mecanismos de dor não estão bem desenvolvidos nas crianças, fazem desse tema um desafio nas unidades de terapia intensiva pediátrica. Neste estudo, revisamos as drogas mais utilizadas no manejo da dor e sedação, apresentando novas opções terapêuticas mais largamente estudadas recentemente.

CONCLUSÕES:

Nos últimos dez anos, desenvolveu-se uma consciência mais crítica em relação à necessidade de promover um adequado alívio da dor e da ansiedade inerentes aos ambientes de emergência e de UTI, devendo ser esta uma prioridade no planejamento terapêutico de crianças extremamente doentes.
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Ansiedade / Dor / Cuidados Críticos / Analgésicos / Hipnóticos e Sedativos Limite: Criança / Humanos Idioma: Português Revista: J. pediatr. (Rio J.) Assunto da revista: Pediatria Ano de publicação: 2003 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Austrália / Brasil Instituição/País de afiliação: Hospital de Clínicas de Porto Alegre/BR / Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul/BR / Princess Margaret Hospital for Children/AU

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Ansiedade / Dor / Cuidados Críticos / Analgésicos / Hipnóticos e Sedativos Limite: Criança / Humanos Idioma: Português Revista: J. pediatr. (Rio J.) Assunto da revista: Pediatria Ano de publicação: 2003 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Austrália / Brasil Instituição/País de afiliação: Hospital de Clínicas de Porto Alegre/BR / Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul/BR / Princess Margaret Hospital for Children/AU
...