Your browser doesn't support javascript.
loading
Does endothelial dysfunction correlate better with waist-to-hip ratio than with body mass index or waist circumference among obese patients?
Villela, Nivaldo Ribeiro; Aguiar, Luiz Guilherme Kraemer; Bahia, Luciana; Bottino, Daniel; Bouskela, Eliete.
Afiliação
  • Villela, Nivaldo Ribeiro; Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Laboratório de Pesquisas em Microcirculação. Rio de Janeiro. BR
  • Aguiar, Luiz Guilherme Kraemer; Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Laboratório de Pesquisas em Microcirculação. Rio de Janeiro. BR
  • Bahia, Luciana; Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Laboratório de Pesquisas em Microcirculação. Rio de Janeiro. BR
  • Bottino, Daniel; Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Laboratório de Pesquisas em Microcirculação. Rio de Janeiro. BR
  • Bouskela, Eliete; Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Laboratório de Pesquisas em Microcirculação. Rio de Janeiro. BR
Clinics ; 61(1): 53-57, Feb. 2006. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-422649
Biblioteca responsável: BR1.1
RESUMO

OBJETIVO:

A obesidade é associada a doenças cardiovasculares e compromete tanto a macro como a microcirculação. As medidas da cintura e do índice de massa corpórea são rotineiramente empregadas para avaliação do risco cardiovascular em obesos, enquanto a relação cintura-quadril é pouco utilizada. O objetivo do trabalho foi determinar que medida antroprométrica, entre as rotineiramente usadas, avalia melhor o risco cardiovascular em obesos. MATERIAL E

MÉTODO:

Oitenta e quatro voluntários (21 homens/ 66 mulheres), idade entre 20 e 55 anos foram avaliados quanto ao diâmetro da cintura, ao índice de massa corpórea, à relação cintura-quadril e à função endotelial pela técnica de pletismografia com oclusão venosa para medida do fluxo sanguíneo braquial, em resposta a injeção intrabraquial de três doses de acetilcolina (7,5; 15 e 30 mg/min) ou de nitroprussiato de sódio (2; 4 e 8 mg/min), para avaliação da vasodilatação endotélio-dependente e -independente.

RESULTADO:

Houve correlação inversa entre o índice de massa corpórea, diâmetro da cintura e aumento do fluxo sanguíneo após injeção de acetilcolina e nitroprussiato de sódio, enquanto que a relação cintura-quadril mostrou uma correlação negativa apenas com o aumento no fluxo de sangue no antebraço, após as infusões de acetilcolina. Quando os indivíduos com mais de 40 anos foram retirados da análise, não observamos mais a relação inversa entre índice de massa corpórea e aumento do fluxo sanguíneo após injeção de acetilcolina, enquanto que a cintura e a relação cintura-quadril mantiveram os resultados observados anteriormente.

CONCLUSÃO:

A relação cintura-quadril é provavelmente um melhor índice para estimar a disfunção endotelial, e consequentemente o risco cardiovascular, que o índice de massa corpórea e esses achados reforçam a importância da aferição da circunferência do quadril como um índice de obesidade e para estimativa do risco cardiovascular.
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Endotélio Vascular / Índice de Massa Corporal / Relação Cintura-Quadril / Obesidade Tipo de estudo: Estudo de avaliação Limite: Adulto / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Inglês Revista: Clinics Assunto da revista: Medicina Ano de publicação: 2006 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade do Estado do Rio de Janeiro/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Endotélio Vascular / Índice de Massa Corporal / Relação Cintura-Quadril / Obesidade Tipo de estudo: Estudo de avaliação Limite: Adulto / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Inglês Revista: Clinics Assunto da revista: Medicina Ano de publicação: 2006 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade do Estado do Rio de Janeiro/BR
...