Your browser doesn't support javascript.
loading
Contrações esofágicas em pacientes comm pirose funcional e pacientes com doença do refluxo gastroesofágico não erosiva / Essophageal contractions in patients with functional heartburn and patients with non-erosive gastroesophageal reflux disease
Dantas, Roberto Oliveira; Aprile, Lilian Rose Otoboni.
Afiliação
  • Dantas, Roberto Oliveira; Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto. BR
  • Aprile, Lilian Rose Otoboni; Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto. BR
GED gastroenterol. endosc. dig ; 24(3): 116-120, maio-jun. 2005. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-427895
Biblioteca responsável: BR9.1
RESUMO
Com o objetivo de avaliar as contrações em parte distal do esôfago relacionadas à exposição do esôfago ao ácido, consequente a refluxo gastroesofágico, os autores estudaram 20 pacientes (15 mulheres) com queixas de pirose e regurgitação ácida e exame endoscópico do esôfago normal, com idade entre 18 e 78 anos, média de 42 ± 15 anos.Com método manométrico as contrações esofágicas foram medidas a 12 e 17 cm distal ao esfíncter superiordo esôfago, desencadeadas por cinco deglutições de 5ml de água; pela pHmetria o pH intra-esfágico foi medido 5 cm acima do esfíncter inferior do esôfago por 24 horas. Os pacientes com exposição ao ácido considerada acima do limite normal (doença do refluxo não erosiva) tiveram amplitude da contração esofágica a 12 cm do esfíncter superior do esôfago menor do que a amplitude dos com exposição normal ao ácido (pirose funcinal). Não houve diferença entre pacientes com exposição normal ou anormal ao ácido nas medidas realizadas a 17cm. A proporção de contrações simultâneas em parte distal do esôfago foi menor nos pacientes em que o mais longo episódio de refluxo teve duração acima de nove minutos do que nos que tiveram duração abaixo de nove minutos. Em conclusão, os resultados sugerem que a amplitude da contração esofágica em parte média do esôfago esteja diminuinda em pacientes com doença do refluxo gastroesofágico não erosiva, quando comparada com a de pacientes com pirose funcional
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Transtornos da Motilidade Esofágica / Refluxo Gastroesofágico / Esôfago / Azia Idioma: Português Revista: GED gastroenterol. endosc. dig Assunto da revista: Gastroenterologia Ano de publicação: 2005 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade de São Paulo/BR
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Transtornos da Motilidade Esofágica / Refluxo Gastroesofágico / Esôfago / Azia Idioma: Português Revista: GED gastroenterol. endosc. dig Assunto da revista: Gastroenterologia Ano de publicação: 2005 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade de São Paulo/BR
...