Your browser doesn't support javascript.
loading
Remission status follow-up in children with juvenile idiopathic arthritis
Fernandes, Taciana A. P; Corrente, José Eduardo; Magalhães, Claudia S.
Afiliação
  • Fernandes, Taciana A. P; Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina de Botucatu. Departamento de Pediatria. Botucatu. BR
  • Corrente, José Eduardo; UNESP. Instituto de Biociências. Departamento de Bioestatística. Botucatu. BR
  • Magalhães, Claudia S; Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina de Botucatu. Departamento de Pediatria. Botucatu. BR
J. pediatr. (Rio J.) ; 83(2): 141-148, Mar.-Apr. 2007. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-450896
Biblioteca responsável: BR1.1
RESUMO

OBJETIVO:

Caracterizar a atividade inflamatória articular e sistêmica na artrite idiopática juvenil (AIJ), determinando o estado de remissão com e sem uso de medicação.

MÉTODOS:

Um total de 165 casos de AIJ, acompanhados em média por 3,6 anos, foram revisados para caracterização de episódios de inatividade, remissão clínica com e sem medicação. Os dados obtidos foram analisados por meio de estatística descritiva, análise de sobrevida, comparação das curvas de Kaplan-Meier, teste de log rank e análise de regressão logística binária para determinação de fatores preditivos para a remissão ou atividade persistente.

RESULTADOS:

Dos casos revisados, 108 preencheram os critérios de inclusão 57 pacientes (52,7 por cento) apresentaram um total de 71 episódios de inatividade, com 2,9 anos em média para cada episódio; 36 episódios (50,7 por cento) de inatividade resultaram em remissão clínica sem medicação, sendo 35 por cento do subtipo oligoarticular persistente. A probabilidade de remissão clínica com medicação em 2 anos foi de 81, 82, 97 e 83 por cento para casos de AIJ oligoarticular persistente, oligoarticular estendida, poliarticular e sistêmica, respectivamente. A probabilidade de remissão clínica sem medicação em 5 anos após o início da remissão foi de 40 e 67 por cento para pacientes com AIJ oligoarticular persistente e sistêmica, respectivamente. Houve associação significante da atividade persistente com o uso combinado de medicações para artrite. A idade de início da AIJ foi o único fator preditivo para remissão clínica (p = 0,002).

CONCLUSÃO:

Nesta coorte, a probabilidade da AIJ evoluir para remissão clínica foi maior nos subtipos oligoarticular persistente e sistêmico, comparados ao curso poliarticular.
ABSTRACT

OBJECTIVE:

To characterize articular and systemic inflammatory activity in juvenile idiopathic arthritis (JIA), identifying remission status with and without medication.

METHODS:

A total of 165 JIA cases, followed for a mean period of 3.6 years, were reviewed in order to characterize episodes of inactivity and clinical remission on and off medication. The resulting data were analyzed by means of descriptive statistics, survival analysis, by comparison of Kaplan-Meier curves, log rank testing and binary logistic regression analysis in order to identify predictive factors for remission or persistent activity.

RESULTS:

One hundred and eight of the cases reviewed fulfilled the inclusion criteria 57 patients (52.7 percent) exhibited a total of 71 episodes of inactivity, with a mean of 2.9 years per episode; 36 inactivity episodes (50.7 percent) resulted in clinical remission off medication, 35 percent of which were of the persistent oligoarticular subtype. The probability of clinical remission on medication over 2 years was 81, 82, 97 and 83 percent for cases of persistent oligoarticular, extended oligoarticular, polyarticular and systemic JIA, respectively. The probability of clinical remission off medication 5 years after onset of remission was 40 and 67 percent for patients with persistent oligoarticular and systemic JIA, respectively. Persistent disease activity was significantly associated with the use of an anti-rheumatic drug combination. Age at JIA onset was the only factor that predicted clinical remission (p = 0.002).

CONCLUSIONS:

In this cohort, the probability of JIA progressing to clinical remission was greater for the persistent oligoarticular and systemic subtypes, when compared with polyarticular cases.
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Artrite Juvenil Limite: Criança / Criança, pré-escolar / Feminino / Humanos / Masculino País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Inglês Revista: J. pediatr. (Rio J.) Assunto da revista: Pediatria Ano de publicação: 2007 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: UNESP/BR / Universidade Estadual Paulista/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Artrite Juvenil Limite: Criança / Criança, pré-escolar / Feminino / Humanos / Masculino País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Inglês Revista: J. pediatr. (Rio J.) Assunto da revista: Pediatria Ano de publicação: 2007 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: UNESP/BR / Universidade Estadual Paulista/BR
...