Your browser doesn't support javascript.
loading
Correlação entre o índice morfológico das coroas dos incisivos inferiores e a estabilidade da correção do apinhamento ântero-inferior / Correlation between the morphologic index of crowns of mandibular incisors and stability of correction of mandibular anterior crowding
Castro, Renata Cristina Faria Ribeiro de; Freitas, Marcos Roberto de; Janson, Guilherme; Freitas, Karina Maria Salvatore de.
Afiliação
  • Castro, Renata Cristina Faria Ribeiro de; Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru. Bauru. BR
  • Freitas, Marcos Roberto de; Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru. Bauru. BR
  • Janson, Guilherme; Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru. Bauru. BR
  • Freitas, Karina Maria Salvatore de; Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru. Bauru. BR
Rev. dent. press ortodon. ortopedi. facial ; 12(3): 47-62, maio-jun. 2007. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-455326
Biblioteca responsável: BR22.1
RESUMO

OBJETIVO:

investigar até que ponto as dimensões mesiodistais e vestibulolinguais das coroas dos incisivos inferiores contribuem para a estabilidade da correção do apinhamento ântero-inferior.

METODOLOGIA:

foram avaliados 56 pacientes leucodermas, de ambos os gêneros (27 feminino e 29 masculino), que inicialmente apresentavam má oclusão de Classe I ou de Classe II, divisão 1 (28 cada), tratados com extrações dos quatro primeiros pré-molares e com mecânica Edgewise. Nenhum caso foi submetido a desgastes interproximais durante ou após o tratamento. As medidas foram realizadas nos modelos de estudo obtidos de cada caso nas fases pré, pós-tratamento e pós-contenção, totalizando na avaliação de 168 modelos inferiores. A idade média pré-tratamento foi de 13,23 anos, o tempo de tratamento de 2,11 anos e pós-tratamento foi de 5,12 anos. O índice de irregularidade de Little foi utilizado para quantificar o apinhamento ântero-inferior e o índice de Peck e Peck para mensuração das dimensões mesiodistais e vestibulolinguais dos mesmos. O teste de correlação de Pearson foi utilizado para determinar a significância de correlação entre a morfologia das coroas dos incisivos inferiores e a estabilidade. Secundariamente, investigou-se a presença de dimorfismo entre os gêneros e a existência de diferença entre os dois tipos de má oclusão inicial, em relação à estabilidade da correção do apinhamento ântero-inferior, utilizando o teste t independente. RESULTADOS E

CONCLUSÕES:

concluiu-se que a morfologia da coroa dos incisivos inferiores apresentou uma fraca correlação com a estabilidade pós-contenção. Nem o gênero dos pacientes, nem o tipo de má oclusão inicial influenciaram na estabilidade da correção do apinhamento ântero-inferior, cinco anos pós-tratamento.
ABSTRACT

AIM:

This study investigated the extent to which the mesiodistal and buccolingual dimensions of the crowns of mandibular incisors contribute with the stability of correction of mandibular anterior crowding.

METHODS:

For that purpose, 56 white patients of both genders (27 females and 29 males) were evaluated, who initially presented Class I or Class II division 1 malocclusion (28 patients each), treated with extraction of the four first premolars and edgewise mechanics. No interproximal stripping was performed during or after treatment. Measurements were performed on the dental casts achieved from each case at pretreatment, posttreatment and postretention, adding up to 168 mandibular dental casts. The mean age at pretreatment was 13.23 years, the mean treatment time was 2.11 years and the mean post-retention time was 5.12 years. The Little irregularity index was used to quantify the mandibular anterior crowding, and the Peck and Peck index was applied for measurement of the mesiodistal and buccolingual ratios of the crowns of mandibular incisors. The Pearson correlation test was applied to determine the significance of correlation between the morphology of the crowns of mandibular incisors and stability. Dimorphism between genders and the existence of difference between the two types of initial malocclusion were also investigated by the independent t test. RESULS AND

CONCLUSION:

Analysis of the results revealed that the morphology of crown of mandibular incisors was not significantly correlated with postretention stability. The gender and type of initial malocclusion also did not influence the stability of correction of mandibular anterior crowding at five years posttreatment.
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Coroas / Incisivo / Odontometria Limite: Adolescente / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Rev. dent. press ortodon. ortopedi. facial Ano de publicação: 2007 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade de São Paulo/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Coroas / Incisivo / Odontometria Limite: Adolescente / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Rev. dent. press ortodon. ortopedi. facial Ano de publicação: 2007 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade de São Paulo/BR
...