Your browser doesn't support javascript.
loading
Mudanças no âmbito da testagem anti-HIV no Brasil entre 1998 e 2005 / Changes in HIV testing in Brazil between 1998 and 2005
França Junior, Ivan; Calazans, Gabriela; Zucchi, Eliana Miura.
Afiliação
  • França Junior, Ivan; Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Públic. Departamento de Saúde Materno-Infantil. São Paulo. BR
  • Calazans, Gabriela; Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Centro de Referência e Treinamento em DST/Aids. São Paulo. BR
  • Zucchi, Eliana Miura; USP. FSP. Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública. São Paulo. BR
Rev. saúde pública ; 42(supl.1): 84-97, jun. 2008.
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: lil-486827
Biblioteca responsável: BR67.1
RESUMO

OBJETIVO:

Analisar mudanças na realização de teste anti-HIV, as razões alegadas entre as pessoas que foram ou não testadas e o recebimento de aconselhamento.

MÉTODOS:

Estudos transversais conduzidos com homens e mulheres de 16 a 65 anos, com amostras representativas do Brasil urbano em 1998 (n=3.600) e 2005 (n=5.040). Características sociodemográficas, sexuais, reprodutivas e de experiências de vida e saúde foram consideradas na análise. A avaliação das possíveis diferenças nas distribuições das variáveis baseou-se nos testes qui-quadrado de Pearson e F design-based (±<5 por cento).

RESULTADOS:

Em 1998, 20,2 por cento dos entrevistados haviam realizado o teste e 33,6 por cento em 2005. Foram testadas 60 por cento das mulheres na faixa 25-34 anos, mas as que iniciaram a vida sexual antes dos 16 anos e reportaram quatro ou mais parceiros sexuais nos cinco anos anteriores à entrevista foram menos testadas. Não se observou aumento significativo da testagem entre homens, exceto para os de 55-65 anos, renda per capita entre 1-3 e 5-10 salários mínimos, aposentados, protestantes históricos e adeptos de cultos afro-brasileiros, moradores da região Norte/Nordeste e os que declararam parceria homo/bissexual ou não tiveram relações sexuais nos cinco anos anteriores à entrevista. Não aumentou a freqüência de testagem entre pessoas auto-avaliadas como sob alto risco para o HIV. Entre as mulheres, a freqüência de testagem pré-natal aumentou e a testagem por trabalho diminuiu entre os homens. Em 2005, metade dos testados não recebeu orientação antes ou após o teste.

CONCLUSÕES:

Houve expansão desigual na testagem, atingindo principalmente mulheres em idade reprodutiva, adultas e pessoas com melhores condições sociais. A testagem parece estar aumentando no País sem a devida atenção à decisão autônoma das pessoas e sem o provimento de maior e melhor oferta de aconselhamento.
ABSTRACT

OBJECTIVE:

To analize changes in HIV testing, reasons reported by those who were tested or not and received counseling.

METHODS:

Cross-sectional studies conducted in both men and women aged 16 to 65 years based on representative samples of urban Brazil in 1998 (n=3,600) and 2005 (n=5,040). Sociodemographic, sexual, reproductive characteristics, life experiences and health data were collected and analyzed. Potential differences in the distribution of variables was analyzed using Pearson's chi-square and design-based F test (±<5 percent).

RESULTS:

In 1998 and 2005, 20.2 percent and 33.6 percent of interviewees had been tested, respectively. A total of 60 percent women aged 25-34 years were tested, but those who reported sexual initiation before the age of 16 and four or more sexual partners in the fi ve years prior to the interview were less tested. There was no significant increase in testing among men, except among those aged 55-65 years, per capita income between 1-3 and 5-10 monthly minimum wages, retired, historical Protestant and followers of African-Brazilian religions, living in the North/Northeast region and who reported homosexual/bisexual partners or no sexual relationship in the five years prior to the interview. Testing rates did not increase in those who self-reported as high risk for HIV. Among women, prenatal testing rate increased while work-related testing decreased among men. In 2005, half of those who were tested did not receive any advice before or after testing.

CONCLUSIONS:

HIV testing scaling up was unequal and was mostly seen among women at childbearing age, adults and those better off. There seems to be an increase in testing rates in Brazil but without regard for people's right to free choice and without offering more widely and better quality counseling.
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas / ODS3 - Saúde e Bem-Estar Tema em saúde: Objetivo 1: Acesso equitativo aos serviços de saúde / Meta 3.8 Atingir a cobertura universal de saúde / Meta 3.3: Acabar com as doenças tropicais negligenciadas e combater as doenças transmissíveis Base de dados: LILACS Assunto principal: Comportamento Sexual / Sorodiagnóstico da AIDS / Comportamentos Relacionados com a Saúde / Infecções por HIV / Aconselhamento / Serviços de Saúde Tipo de estudo: Estudo de prevalência Limite: Adolescente / Adulto / Idoso / Feminino / Humanos / Masculino País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Inglês / Português Revista: Rev. saúde pública Assunto da revista: Saúde Pública Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo / Documento de projeto País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo/BR / USP/BR / Universidade de São Paulo/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas / ODS3 - Saúde e Bem-Estar Tema em saúde: Objetivo 1: Acesso equitativo aos serviços de saúde / Meta 3.8 Atingir a cobertura universal de saúde / Meta 3.3: Acabar com as doenças tropicais negligenciadas e combater as doenças transmissíveis Base de dados: LILACS Assunto principal: Comportamento Sexual / Sorodiagnóstico da AIDS / Comportamentos Relacionados com a Saúde / Infecções por HIV / Aconselhamento / Serviços de Saúde Tipo de estudo: Estudo de prevalência Limite: Adolescente / Adulto / Idoso / Feminino / Humanos / Masculino País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Inglês / Português Revista: Rev. saúde pública Assunto da revista: Saúde Pública Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo / Documento de projeto País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo/BR / USP/BR / Universidade de São Paulo/BR
...