Your browser doesn't support javascript.
loading
Incidência e etiologia de infecções de corrente sanguínea associadas a cateter vascular central em neonatos críticos / Incidence and etiology of bloodstream infection associated of central vascular catheter in critical neonates
Oliveira, Núbia Alves de; Brito, Denise von Dolinger de; Brito, Cristiane Silveira de; Silva, Maries Sueli de Souza; Abdallah, Vânia Olivetti Steffen; Gontijo Filho, Paulo Pinto.
Afiliação
  • Oliveira, Núbia Alves de; Universidade Federal de Uberlândia. Instituto de Ciências Biomédicas. Uberlândia. BR
  • Brito, Denise von Dolinger de; Universidade Federal de Uberlândia. Instituto de Ciências Biomédicas. Uberlândia. BR
  • Brito, Cristiane Silveira de; Universidade Federal de Uberlândia. Instituto de Ciências Biomédicas. Uberlândia. BR
  • Silva, Maries Sueli de Souza; Universidade Federal de Uberlândia. Instituto de Ciências Biomédicas. Uberlândia. BR
  • Abdallah, Vânia Olivetti Steffen; Universidade Federal de Uberlândia. Instituto de Ciências Biomédicas. Hospital de Clínicas. Uberlândia. BR
  • Gontijo Filho, Paulo Pinto; Universidade Federal de Uberlândia. Instituto de Ciências Biomédicas. Uberlândia. BR
Rev. panam. infectol ; 10(4): 18-23, oct.-dic. 2008. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-544934
Biblioteca responsável: BR31.1
RESUMO
Os objetivos do estudo foram avaliar os fatores de risco associados à infecção de corrente sangüínea, o uso de diferentes tipos de cateter vascular central (CVC) e a etiologia destas infecções. Foi realizada análise microbiológica no sítio de inserção do CVC, na ponta, no canhão do cateter e na narina e a identificação dos microrganismos isolados foi realizada por técnicas clássicas. Foram incluídos 115 neonatos em uso de CVC na investigação, no período de abril a outubro de 2007. Foi observado que 7,8% dos neonatos apresentaram infecção de corrente sangüínea associada a CVC, com destaque para os inseridos por flebotomia (7,8/1000 cateteres-dia). Embora a densidade de utilização do Cateter Central de Inserção Periférica (PICC) tenha sido a mais alta, a inserção por flebotomia foi responsável pela maior taxa de infecção de corrente sangüínea associada a CVC. A hospitalização > 14 dias e a colonização da ponta do cateter > 103 UFC/ml foram os fatores de risco estatisticamente significantes para estas infecções, sendo que a narina (33%) e a pele na área de inserção do cateter (22%) foram potenciais sítios de origem da infecção e o Staphylococcus coagulase negativa (SCoN) foi o agente mais freqüente (44,4%). Conclui-se que o PICC foi o CVC com maior densidade de utilização na unidade, embora a taxa de infecção de corrente sangüínea associada a flebotomia tenha sido a mais expressiva.
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Staphylococcus / Circulação Sanguínea / Cateteres de Demora / Infecções Tipo de estudo: Estudo de incidência / Estudo de rastreamento Limite: Recém-Nascido Idioma: Português Revista: Rev. panam. infectol Assunto da revista: Doenças Transmissíveis Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Uberlândia/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Staphylococcus / Circulação Sanguínea / Cateteres de Demora / Infecções Tipo de estudo: Estudo de incidência / Estudo de rastreamento Limite: Recém-Nascido Idioma: Português Revista: Rev. panam. infectol Assunto da revista: Doenças Transmissíveis Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Uberlândia/BR
...