Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Hist Cienc Saude Manguinhos ; 29(4): 1033-1043, 2022.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-36542036

RESUMO

This interview explores the participation of Margarida de Souza Neves, professor emeritus at Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, in the creation of the Graduate Program in the History of the Sciences and Health at Casa de Oswaldo Cruz. To celebrate the twentieth anniversary of this graduate program, professors who have served as coordinators met with Professor Neves to reflect on the meanings of shaping a program in the area of history specializing in research on science and health in Brazil.


A entrevista aborda a participação de Margarida de Souza Neves, professora emérita da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, na criação do Programa de Pós-graduação em História das Ciências e da Saúde da Casa de Oswaldo Cruz. Para celebrar os 20 anos de existência do PPGHCS, professores que passaram pela coordenação se reúnem com a entrevistada para refletir sobre os significados da formação de um programa na área de história especializado em pesquisas sobre ciências e saúde no Brasil.


Assuntos
Aniversários e Eventos Especiais , Feminino , Humanos , Gravidez , Brasil , História do Século XX
2.
Hist. ciênc. saúde-Manguinhos ; 29(4): 1033-1043, oct,-dic. 2022.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1421578

RESUMO

Resumo A entrevista aborda a participação de Margarida de Souza Neves, professora emérita da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, na criação do Programa de Pós-graduação em História das Ciências e da Saúde da Casa de Oswaldo Cruz. Para celebrar os 20 anos de existência do PPGHCS, professores que passaram pela coordenação se reúnem com a entrevistada para refletir sobre os significados da formação de um programa na área de história especializado em pesquisas sobre ciências e saúde no Brasil.


Abstract This interview explores the participation of Margarida de Souza Neves, professor emeritus at Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, in the creation of the Graduate Program in the History of the Sciences and Health at Casa de Oswaldo Cruz. To celebrate the twentieth anniversary of this graduate program, professors who have served as coordinators met with Professor Neves to reflect on the meanings of shaping a program in the area of history specializing in research on science and health in Brazil.


Assuntos
Ensino , Saúde/história , Educação Continuada , Institucionalização , Brasil , História do Século XX
3.
Hist. ciênc. saúde-Manguinhos ; 17(supl.2): 293-311, dez. 2010.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-578708

RESUMO

O objetivo deste artigo é analisar, na perspectiva da história social do pensamento médico, artigos sobre epilepsia publicados na revista Arquivos Brasileiros de Psiquiatria, Neurologia e Medicina Legal em 1915 e 1918. Esses artigos, por um lado, permitem identificar algumas das aproximações da medicina brasileira de inícios do século XX em relação a essa síndrome, em especial a associação direta então estabelecida pela ciência médica entre a epilepsia e a propensão à violência e ao crime. Por outro lado, permitem esboçar histórias de vida de pacientes diagnosticados como 'epiléticos', cujas observações clínicas são relatadas.


Assuntos
História do Século XX , Epilepsia/história , História da Medicina , Publicações Periódicas como Assunto , Psiquiatria/história , Saúde Mental/história , Brasil
4.
Hist. ciênc. saúde-Manguinhos ; 17(supl.2): 293-311, dez. 2010.
Artigo em Português | HISA - História da Saúde | ID: his-21663

RESUMO

O objetivo deste artigo é analisar, na perspectiva da história social do pensamento médico, artigos sobre epilepsia publicados na revista Arquivos Brasileiros de Psiquiatria, Neurologia e Medicina Legal em 1915 e 1918. Esses artigos, por um lado, permitem identificar algumas das aproximações da medicina brasileira de inícios do século XX em relação a essa síndrome, em especial a associação direta então estabelecida pela ciência médica entre a epilepsia e a propensão à violência e ao crime. Por outro lado, permitem esboçar histórias de vida de pacientes diagnosticados como 'epiléticos', cujas observações clínicas são relatadas.(AU)


Assuntos
História do Século XX , História da Medicina , Psiquiatria/história , Saúde Mental/história , Epilepsia/história , Publicações Periódicas como Assunto , Brasil
5.
In. Almeida, Marta de; Vergara, Moema de Rezende. Ciência, história e historiografia. São Paulo, Via Lettera, 2008. p.81-100, ilus.
Monografia em Português | LILACS | ID: lil-520540

RESUMO

Esboça algumas reflexões sobre o pensamento médico no Brasil, tendo como referência como esses profissionais da ciência enfrentaram aquela que foi a primeira doença a ser nominada perfeitamente descrita em suas manifestações dramáticas e inconfundíveis: a epilepsia. O nome da doença deriva do grego e significa ser 'ser apanhado de surpresa' e a descrição detalhada das crises data nada menos que de Hipócrates, mas sua etiologia e os processos neurológicos implicados em sua manifestações eram totalmente desconhecidos até que as descobertas de Camilo Golgi e Santiago Ramón y Cajal, em finais do século XIX, abrissem caminho para a identificação de uma estrutura anatômica até então ignorada, o neurônio, e para a investigação do funcionamento da rede neuronal. São, justamente, as particularidades da epilepsia e de sua peculiar situação no campo da história da medicina que tornam seu estudo relevante, tanto para um estudo de história social da ciência como para reflexão sobre a ciência e os cientistas na construção da ordem no Estado Imperial brasileiro e em sua reconstrução com a institucionalização da República.


Assuntos
História do Século XIX , Epilepsia/história , História da Medicina , Médicos/história , Brasil
6.
In. Almeida, Marta de; Vergara, Moema de Rezende. Ciência, história e historiografia. São Paulo, Via Lettera, 2008. p.81-100, ilus.
Monografia em Português | HISA - História da Saúde | ID: his-16598

RESUMO

Esboça algumas reflexões sobre o pensamento médico no Brasil, tendo como referência como esses profissionais da ciência enfrentaram aquela que foi a primeira doença a ser nominada perfeitamente descrita em suas manifestações dramáticas e inconfundíveis: a epilepsia. O nome da doença deriva do grego e significa ser 'ser apanhado de surpresa' e a descrição detalhada das crises data nada menos que de Hipócrates, mas sua etiologia e os processos neurológicos implicados em sua manifestações eram totalmente desconhecidos até que as descobertas de Camilo Golgi e Santiago Ramón y Cajal, em finais do século XIX, abrissem caminho para a identificação de uma estrutura anatômica até então ignorada, o neurônio, e para a investigação do funcionamento da rede neuronal. São, justamente, as particularidades da epilepsia e de sua peculiar situação no campo da história da medicina que tornam seu estudo relevante, tanto para um estudo de história social da ciência como para reflexão sobre a ciência e os cientistas na construção da ordem no Estado Imperial brasileiro e em sua reconstrução com a institucionalização da República (AU)


Assuntos
História do Século XIX , História da Medicina , Epilepsia/história , Médicos/história , Brasil
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...