Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 353
Filtrar
1.
BrJP ; 7: e20240009, 2024. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1533973

RESUMO

ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: The objective of this study was to assess the bioequivalence between two 200 mg celecoxib hard capsule formulations administered to healthy male and female participants under fasting conditions with the aim of providing an alternative pharmaceutical product to the reference drug, Celebra®. METHODS: A randomized, open label, single dose, 2x2 crossover trial was conducted with 60 adult healthy subjects under fasting conditions comparing single doses of two celecoxib hard capsules formulation. Pharmacokinetic parameters were calculated following the determination of drugs concentrations in human plasma using a validated liquid chromatography with a tandem mass spectrometer detector method (LC-MS/MS). RESULTS: Statistical analysis provided geometric mean of test/reference ratio, confidence intervals, intra-subject variation coefficient and power of the test to the pharmacokinetic parameters Cmax, AUC0-t, and AUC0-∞. Confidence intervals for the geometric mean (90% CI) of the test/reference drugs for celecoxib were 98.26 to 122.75% for Cmax, 100.27% to 110.78% for AUC0-t, and 96.87% to 110.29% for AUC0-∞. The power of the test found was 95.09% for Cmax, 100.00% for AUC0-t, and 99.99% for AUC0-∞. CONCLUSION: The formulations met the Brazilian standards for interchangeability, as the confidence intervals for Cmax and AUC0-t ratios are within the range of 80% to 125%, thus meeting the requirements of the legislation during market registration. The researched product was approved by the regulatory authorities and became a commercially competitive option to the reference product for the Brazilian population.


RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O objetivo deste estudo foi avaliar a bioequivalência entre duas formulações de cápsulas duras de celecoxibe de 200 mg administradas a participantes saudáveis do sexo masculino e feminino em condições de jejum com o objetivo de fornecer um produto farmacêutico alternativo ao fármaco de referência, Celebra®. MÉTODOS: Estudo randomizado, aberto, de dose única e cruzado 2x2. Foi conduzido com 60 indivíduos adultos saudáveis em condições de jejum, comparando doses únicas de duas formulações de cápsulas duras de celecoxibe. Os parâmetros farmacocinéticos foram calculados após a determinação das concentrações dos fármacos no plasma humano usando uma cromatografia líquida validada com um método detector de espectrômetro de massa em tandem (LC-MS/MS). RESULTADOS: A análise estatística forneceu a média geométrica da razão teste/referência, os intervalos de confiança, o coeficiente de variação intra-sujeito e o poder do teste para os parâmetros farmacocinéticos Cmáx, AUC0-t e AUC0-∞. Os intervalos de confiança para a média geométrica (IC 90%) dos fármacos teste/referência para o celecoxibe foram 98,26 a 122,75% para Cmáx, 100,27% a 110,78% para AUC0-t e 96,87% a 110,29% para AUC0-∞. O poder do teste encontrado foi de 95,09% para Cmáx, 100,00% para AUC0-t e 99,99% para AUC0-∞. CONCLUSÃO: As formulações atenderam aos padrões brasileiros de intercambialidade, pois os intervalos de confiança para as razões Cmáx e AUC0-t estão dentro da faixa de 80% a 125%, atendendo, assim, às exigências da legislação para o registro no mercado. O produto pesquisado foi aprovado pelas autoridades regulatórias e tornou-se uma opção comercialmente competitiva ao produto de referência para a população brasileira.

2.
Acta ortop. bras ; 32(1): e264175, 2024. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1550004

RESUMO

ABSTRACT Introduction: The inability of the spinal cord to propagate sensory and motor stimuli as a result of the disruption of the nerve tracts is called spinal cord injury. Objective: This study analyzes clinically and radiologically the hands and wrists of spinal cord injured patients, evaluating their motor and sensitive functionality, in order to determine if these patients are more likely to develop degenerative alterations. Methods: 14 patients (8 paraplegics and 6 tetraplegics) were evaluated, undergoing anamnesis and clinical examination - a scale of muscular strength (MRC - Medical Research Council) and the amplitude measurement of the movement with a manual goniometer (ROM), were used for objective evaluation - and x-ray exams. The results were compared with pre-existing data from other studies. Results: When asked, only one of the 14 observed patients complained about constant wrist pain, described as level 3 (weak to moderate), based on the visual analog scale (VAS). The motor evaluation, MRC and ROM divided the group of patients into two subgroups: paraplegic and tetraplegic patients. The x-ray analysis showed, based on Kellgren and Lawrence classification, that all exam images fit grades 1 or 2 of osteoarthritis and osteoarthrosis. Conclusion: In conclusion, spinal cord injured patients showed none or minimal clinical and radiological signs of osteoarthritis on hands or wrists. Overall, the hands and wrists of spinal cord-injured patients behave similarly to noninjured patients. Level of Evidence III; Retrospective Comparative Study.


RESUMO Introdução: A incapacidade da medula espinhal de propagar estímulos sensoriais e motores como resultado do rompimento das vias nervosas é chamada de lesão da medula espinhal. Objetivo: Este estudo analisa clínica e radiograficamente mão e punhos de pacientes lesados medulares, avaliando função motora e sensitiva, a fim de determinar se estes pacientes estariam mais propensos a alterações degenerativas. Métodos: 14 pacientes (8 paraplégicos e 6 tetraplégicos) foram avaliados, passando por anamnese e exame clínico - sendo escala de força muscular (MRC - Medical Research Council) e a medição da amplitude de movimento com um goniômetro manual (ROM) foram utilizados para análise objetiva - e radiografias. Os dados obtidos foram comparados com literatura preexistente. Resultados: Quando questionados, apenas um dos 14 pacientes observados referiu dor crônica nos punhos, descrita como nível 3 (fraca a moderada), baseada na escala visual analógica. A avaliação motora, MRC e ROM dividiram os pacientes em 2 subgrupos: pacientes paraplégicos e tetraplégicos. A análise radiográfica mostrou, baseada na classificação de Kellgren e Lawrence, que todas as imagens se encaixam nos graus 1 ou 2 de osteoartrite e osteoartrose. Conclusão: Conclui-se, então, que pacientes lesados medulares apresentam nenhuma ou mínimas alterações clínicas e radiológicas para osteoartrite ou osteoartrose de punhos ou mãos. Ou seja, no geral, mãos e punhos de pacientes lesados medulares comportam-se como os pacientes sem lesão medular. Nível de Evidência III; Estudo Retrospectivo Comparativo.

3.
Rev. bras. med. esporte ; 30: e2022_0006, 2024. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1449757

RESUMO

ABSTRACT Introduction: Osteoarthritis (OA) is a chronic inflammatory degenerative disease, characterized by progressive degeneration of the articular cartilage, affecting mostly the knee joint. The elderly population is the most affected, intensifying the aging process. The concentration of intramuscular adipose tissue in the thigh muscles and knee OA at different ages remains under investigation. Objective: Investigate the cross-sectional area of thigh muscles at different ages with the relationship of the presence of intramuscular fat and knee OA. Methods: 80 participants were paired into 4 groups: Young Osteoarthritis Group and Old Osteoarthritis Group, both sedentary with knee OA diagnosis II or III; Healthy Young Group and Healthy Old Group, both healthy and sedentary. The groups were paired according to gender and body mass index, submitted to physiotherapeutic evaluation, WOMAC questionnaire, knee X-ray and thigh CT scans. Morphometric analysis was performed manually with ITK-SNAP software (version 3.6), by a single evaluator. Statistical analysis used the one-way ANOVA test followed by Bonferroni post-hoc for dependent variables (p≤0.05). Results: Comparison of the cross-sectional area of the rectus femoris, vastus lateralis, semitendinosus, sartorius and gracilis muscles between the groups indicated no significant differences (p>0.05). The study of attenuation for muscle adipose tissue indicated no significant difference in the values of between the OA-Young and Aged-S groups for all the muscles evaluated. Conclusion: Young individuals with knee OA present muscle morphological characteristics similar to those found during the aging process, characterizing early aging of the thigh muscles. Level of Evidence III; Retrospective cross-sectional and observational study.


RESUMEN Introducción: La artrosis (OA) es una enfermedad inflamatoria degenerativa crónica, caracterizada por la degeneración progresiva del cartílago articular, que afecta principalmente a la articulación de la rodilla. La población anciana es la más afectada, intensificándose el proceso de envejecimiento. La concentración de tejido adiposo intramuscular en los músculos del muslo y la OA de rodilla a diferentes edades sigue siendo objeto de investigación. Objetivo: Investigar el área transversal de los músculos del muslo a diferentes edades con la relación de la presencia de grasa intramuscular y la OA de rodilla. Métodos: Se emparejó a 80 participantes en 4 grupos: Grupo de jóvenes con osteoartritis y Grupo de mayores con osteoartritis, ambos sedentarios y con diagnóstico de OA de rodilla II o III; Grupo de jóvenes sanos y Grupo de mayores sanos, ambos sanos y sedentarios. Los grupos fueron emparejados según sexo e índice de masa corporal, sometidos a evaluación fisioterapéutica, cuestionario WOMAC, exámenes radiográficos de las rodillas y tomografía computarizada del muslo. El análisis morfométrico se realizó manualmente con el software ITK-SNAP (versión 3.6), por un único evaluador. En el análisis estadístico se utilizó la prueba ANOVA unidireccional seguida del post-hoc de Bonferroni para las variables dependientes (p≤0,05). Resultados: La comparación del área transversal de los músculos recto femoral, vasto lateral, semitendinoso, sartorio y gracilis entre los grupos no indicó diferencias significativas (p>0,05). El estudio de la atenuación para el tejido adiposo muscular no indicó diferencias significativas en los valores de entre los grupos OA-Young y Aged-S para todos los músculos evaluados. Conclusión: Individuos jóvenes con OA de rodilla presentan características morfológicas musculares similares a las encontradas durante el proceso de envejecimiento, caracterizando el envejecimiento precoz de los músculos del muslo. Nivel de Evidencia III; Estudio transversal y observacional retrospectivo.


RESUMO Introdução: A osteoartrite (OA) é uma doença inflamatória crônico-degenerativa, caracterizada pela degeneração progressiva da cartilagem articular, acometendo em maior parte a articulação do joelho. A população idosa é a mais atingida, intensificando o processo de envelhecimento. A concentração de tecido adiposo intramuscular nos músculos da coxa e a OA de joelho em diferentes idades permanece em investigação. Objetivo: Investigar a área de secção transversa dos músculos da coxa em diferentes idades com a relação da presença de gordura intramuscular e OA de joelho. Métodos: 80 participantes foram pareados em 4 grupos: Grupo Osteoartrite Jovem e Grupo Osteoartrite Idoso, ambos sedentários com diagnóstico de OA de joelho II ou III; Grupo Jovem Saudável e Grupo Idoso Saudável, ambos saudáveis e sedentários. Os grupos foram pareados de acordo com sexo e índice de massa corporal, submetidos à avaliação fisioterapêutica, questionário WOMAC, exames de raio-x dos joelhos e tomografia computadorizada da coxa. A análise morfométrica foi realizada manualmente com software ITK-SNAP (versão 3.6), por um único avaliador. Análise estatística utilizou o teste ANOVA one-way seguido pelo post-hoc de Bonferroni, para variáveis dependentes (p≤0,05). Resultados: A comparação da área de secção transversa dos músculos reto femoral, vasto lateral, semitendinoso, sartório e grácil, entre os grupos, não indicou diferenças significativas (p>0,05). O estudo da atenuação para o tecido adiposo muscular não indicou diferença significativa nos valores de entre os grupos OA-Jovem e Idoso-S para todos os músculos avaliados. Conclusão: Indivíduos jovens com OA de joelho apresentam características morfológicas musculares semelhantes às encontradas durante o processo de envelhecimento, caracterizando um envelhecimento precoce dos músculos da coxa.Nível de Evidência III; Estudo retrospectivo transversal e observacional.

4.
Rev. Ciênc. Plur ; 9(3): 33128, 26 dez. 2023. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1524392

RESUMO

Introdução:A osteoartrite é uma doença degenerativa caracterizada pela deterioração progressiva da cartilagem articular, resultando em dor e incapacidade articular total em estágios avançados.Éconsiderada um dos distúrbios articulares mais comuns em todo o mundo e sua prevalência está aumentando constantemente devido ao envelhecimento, dietas inflamatórias e inatividade física. Objetivo:Investigar a contribuição da microbiota intestinal e dos componentes dietéticos, naperspectiva dediminuir as patologias associadas à osteoartrite. Metodologia:Trata-se de uma revisão integrativa desenvolvida a partir da seleção de artigos disponíveis escritos nalíngua inglesa, publicados nas bases de dados Pubmed e Science Direct. Resultados:No total, 25.583 artigos foram encontrados na busca, após os critérios de exclusão, 19 artigos compuseram o corpo de análise da revisão. Pesquisas em animais mostram que os efeitos induzidos por dieta rica em gordura foram evidentes e indicaram uma inflamação sistêmica de baixo grau resultando no agravamento da oesteoartritepor meio do aumento da degeneração da cartilagem. Dado ao impacto potencial da dieta na oesteoartrite, foram realizados estudos para avaliar a dieta mediterrânea, os níveis de ômega 3 e 6, vitamina C e E, com destaque para a oligofrutose, uma abordagem nova para tratar a oesteoartriteda obesidade. Conclusões:Conclui-se que apesar de já existir alguma evidência da utilidade da nutrição por meioda dieta alimentar como complemento da terapêutica na osteoartrite são necessários mais estudos que comprovem as intervenções na redução máxima dos marcadores inflamatórios ocasionando o alíviodos sintomas em pacientes com oesteoartrite (AU).


Introduction:Osteoarthritis is a degenerative disease characterized by progressive deterioration of the articular cartilage, resulting in pain and total joint disability in advanced stages. It is considered one of the most common joint disorders worldwide and its prevalence is steadily increasing due to aging, inflammatory diets and physical inactivity. Objective:The aim of this literature review was to investigate the contribution of intestinal microbiota and dietary components to try to reduce the pathologies associated with osteoarthritis.Methodology:This is an integrative review, developed from the selectionof available articles written in English, published in the Pubmed and Science Direct databases. Results:Intotal, 25.583articleswerefoundinthesearch,aftertheexclusioncriteria,19 articles madeupthebodyofanalysisofthereview.Animal research shows that the effects induced by a high-fat diet were evident and indicated low-grade systemic inflammation resulting in worsening osteoarthritis by increasing cartilage degeneration. Given the potential impact of diet on osteoarthritis, studies have been conducted to evaluate the Mediterranean diet, omega 3 and 6 levels, vitamin C and E, especially oligofructose, a new approach to treat obesity osteoarthritis.Conclusions:It is concluded that although there is already some evidence of the usefulness of nutrition through the diet as a complement to therapy in osteoarthritis, further studiesare needed to prove the interventions in the maximum reduction of inflammatory markers will cause the relief of symptoms in patients with osteoarthritis (AU).


Introducción: La artrosis es una enfermedad degenerativa caracterizada por el deterioro progresivo del cartílago articular, que se traduce en dolor e incapacidad articular total en estadios avanzados. Se considera uno de los trastornos articulares más comunes en todo el mundo y su prevalencia aumenta constantemente debido al envejecimiento, las dietas inflamatorias y la inactividad física. Objetivo: El objetivo de esta revisión fue investigar la contribución de la microbiota intestinal y los componentes de la dieta, en un intento por reducirlas patologías asociadas a la artrosis. Metodología: Se trata de una revisión integradora, desarrollada a partir de la selección de artículos disponibles escritos en inglés, publicados en las bases de datos Pubmed y Science Direct. Resultados: En total, se encontraron 25.583 artículos en la búsqueda, después de los criterios de exclusión, 19 artículos conformaron el cuerpo de análisis de la revisión.La investigación en animales muestra que los efectos inducidos por una dieta alta en grasas fueron evidentes e indicaron una inflamación sistémica de bajo grado que resultó en un empeoramiento de la osteoartritis a través de una mayor degeneración del cartílago. Dado el impacto potencial de la dieta en la osteoartritis, se han realizado estudios para evaluar ladieta mediterránea, los niveles de omega 3 y 6, vitamina C y E, con énfasis en la oligofructosa, un nuevo enfoque para tratar la osteoartritis por obesidade.Conclusiones: Se concluye que aunque ya existe alguna evidencia de la utilidad de la nutrición a través de la dieta como complemento al tratamiento de la artrosis, son necesarios más estudios que prueben intervenciones en la reducción máxima de los marcadores inflamatorios, provocando el alivio de los síntomas en pacientes con osteoartritis (AU).


Assuntos
Osteoartrite/patologia , Obesidade , Modelos Logísticos
5.
Radiol. bras ; 56(5): 248-254, Sept.-Oct. 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1529316

RESUMO

Abstract Objective: To develop a convolutional neural network (CNN) model, trained with the Brazilian "Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto Musculoesquelético" (ELSA-Brasil MSK, Longitudinal Study of Adult Health, Musculoskeletal) baseline radiographic examinations, for the automated classification of knee osteoarthritis. Materials and Methods: This was a cross-sectional study carried out with 5,660 baseline posteroanterior knee radiographs from the ELSA-Brasil MSK database (5,660 baseline posteroanterior knee radiographs). The examinations were interpreted by a radiologist with specific training, and the calibration was as established previously. Results: The CNN presented an area under the receiver operating characteristic curve of 0.866 (95% CI: 0.842-0.882). The model can be optimized to achieve, not simultaneously, maximum values of 0.907 for accuracy, 0.938 for sensitivity, and 0.994 for specificity. Conclusion: The proposed CNN can be used as a screening tool, reducing the total number of examinations evaluated by the radiologists of the study, and as a double-reading tool, contributing to the reduction of possible interpretation errors.


Resumo Objetivo: Desenvolver um modelo computacional - rede neural convolucional (RNC) - treinado com radiografias da linha de base do Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto Musculoesquelético (ELSA-Brasil Musculoesquelético), para a classificação automática de osteoartrite dos joelhos. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo transversal abrangendo todos os exames da linha de base do ELSA-Brasil Musculoesquelético (5.660 radiografias dos joelhos em incidência posteroanterior). Os exames foram interpretados por médico radiologista com treinamento específico e calibração previamente publicada. Resultados: A RNC desenvolvida apresentou área sob a curva característica de operação do receptor de 0,866 (IC 95%: 0,842-0,882). O modelo pode ser calibrado para alcançar, não simultaneamente, valores máximos de 0,907 para acurácia, 0,938 para sensibilidade e 0,994 para especificidade. Conclusão: A RNC desenvolvida pode ser utilizada como ferramenta de triagem, reduzindo o número total de exames avaliados pelos radiologistas do estudo, e/ou como ferramenta de segunda leitura, contribuindo com a redução de possíveis erros de interpretação.

6.
Rev. bras. ortop ; 58(5): 750-754, Sept.-Oct. 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1529937

RESUMO

Abstract Objective Hip osteoarthritis (HO) causes pain and deranges functioning. Surgical treatment is the preferred approach in severe cases, but clinical comorbidities, age and the long waiting list may compromise quality of life. This study aimed to describe the results of acupuncture for the control pain and improvement of functioning in subjects with HO. Method Twelve severe HO patients were treated with ten weekly sessions of a standardized acupuncture point protocol. Pain intensity was assessed with the Visual Analog Pain Scale (VAS) and quality of life with WOMAC Index. Results Pain intensity (VAS) reduced from 75.8 ± 18.8 mm to 20.0 ± 22.6 mm after 10 acupuncture sessions and 48.3 ± 26.6mm in the follow-up (ANOVA F = 7.99; p < 0.001). WOMAC Index values reduced from 74.7 ± 12.7 to 45.7 ± 22.1 and 54.6 ± 22.9 at the same timepoints. Conclusion Acupuncture is an effective conservative rehabilitation strategy to reduce pain and improve quality of life in subjects with severe HO.


Resumo Objetivo A osteoartrite (OA) de quadril causa dor e perda da funcionalidade. O tratamento cirúrgico é a procedimento de escolha nos casos graves, mas as comorbidades clínicas, a idade e a longa lista de espera podem comprometer a qualidade de vida. Este estudo teve como objetivo descrever os resultados da acupuntura no controle da dor e melhora da funcionalidade em indivíduos com OA de quadril. Método Doze pacientes com OA de quadril grave foram tratados com dez sessões semanais de um protocolo padronizado de pontos de acupuntura. A intensidade da dor foi avaliada pela Escala Visual Analógica de Dor (EVA) e a qualidade de vida pelo Índice WOMAC. Resultados A intensidade da dor (EVA) reduziu de 75,8 ± 18,8mm para 20,0 ± 22,6mm após 10 sessões de acupuntura e 48,3 ± 26,6mm no período de seguimento (ANOVA F = 7,99; p < 0,001). Os valores do Índice WOMAC reduziram de 74,7 ± 12,7 para 45,7 ± 22,1 e 54,6 ± 22,9 nos mesmos momentos. Conclusão A acupuntura é uma estratégia de reabilitação conservadora eficaz para reduzir a dor e melhorar a qualidade de vida em indivíduos com OA de quadril grave.


Assuntos
Humanos , Qualidade de Vida , Osteoartrite do Quadril/terapia , Analgesia por Acupuntura , Dor Crônica/terapia
7.
BrJP ; 6(3): 330-333, July-sept. 2023.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1520294

RESUMO

ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Osteoarthritis affects many individuals worldwide and is caused by multiple factors that lead to joint wear and tear, inflammation and, consequently, chronic pain that is difficult to treat. It is predominant in seniors, but not restricted to older age groups. Pain reduction is prioritized when facing crises, so that rehabilitation work and postural corrections can be applied later. The present study aimed to evaluate the analgesic potential of tapentadol extended-release (ER) in three patients with osteoarthritis who had undergone numerous previous treatments and had a history of moderate to severe chronic pain. CASE REPORTS: Three women, aged 49, 75 and 86 years old, diagnosed with osteoarthritis, with complaints of severe pain and who had undergone numerous therapies including drug use, without significant pain control were included in the study. The use of tapentadol ER was recommended and adjusted to each patient according to the intensity of pain. All of them responded satisfactorily and returned to their daily activities. One of them presented nausea after two days of tapentadol use, which was controlled with an antiemetic drug only during the two days of nausea CONCLUSION: Tapentadol ER was effective in controlling pain from osteoarthritis in the three cases evaluated, without serious adverse effects. The period and dosage of tapentadol ER must be in accordance with the clinical evolution of each patient.


RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A osteoartrite afeta muitos indivíduos em todo o mundo, é causada por múltiplos fatores que conduzem ao desgaste articular, a inflamações e, consequentemente, a dores crônicas de difícil tratamento. É predominante em idosos, mas não restrita às faixas etárias mais elevadas. A diminuição da dor é priorizada diante das crises, para que trabalhos de reabilitação e correções posturais possam ser aplicados posteriormente. O presente estudo teve por objetivo avaliar o potencial analgésico do tapentadol de liberação prolongada (LP) em três pacientes com osteoartrite que já haviam passado por inúmeros tratamentos prévios, com histórico de dor crônica de moderada a intensa. RELATO DOS CASOS: Três pacientes do sexo feminino, com idades de 49, 75 e 86 anos, diagnosticadas com osteoartrite, com queixas de dor intensa e que haviam passado por inúmeras terapias e uso de fármacos, sem controle significativo da dor. O uso do tapentadol LP foi recomendado e ajustado a cada paciente conforme a intensidade da dor e todas elas apresentaram resposta satisfatória e retomaram suas atividades diárias. Uma delas apresentou náusea após dois dias de uso do fármaco, que foi controlada com um fármaco antiemético somente durante dois dias de enjoo. CONCLUSÃO: O tapentadol LP foi efetivo para controlar as dores decorrentes da osteoartrite nos três casos avaliados, sem efeitos adversos graves. O período e a dose do tapentadol LP deve considerar a evolução clínica de cada paciente.

8.
BrJP ; 6(3): 277-284, July-sept. 2023. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1520302

RESUMO

ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Individuals with osteoarthritis (OA) often have joint pain and are overweight or obese. Thus, the objective of this study was to observe whether there is correlation between body mass index and joint pain intensity with gait performance in individuals with OA. METHODS: Cross-sectional study, which evaluated 60 volunteers, being 30 with clinical diagnosis of knee osteoarthritis and 30 without the disease, of both sexes and aged between 50-82 years. Joint pain intensity was assessed using the Visual Analog Scale, gait-related functional tasks using the Dynamic Gait Index, and the functional mobility using the Timed Up and Go test. RESULTS: There was a correlation between overweight/obesity and high levels of joint pain intensity (p=0.018), with worse performance in gait-related functional tasks (p=0.000) and with worse functional mobility (p=0.034) only for the individuals with OA. High levels of joint pain intensity also correlated with worse performance in the gait-related functional tasks (p=0.000) in the OA group, and also with worse functional mobility in the OA group (p=0.001) and also in the group of individuals without the disease (p=0.032). CONCLUSION: This study identified a correlation between overweight/obesity and high levels of joint pain intensity and worse gait performance in individuals with osteoarthritis. High levels of pain intensity also correlated with worse gait performance in individuals with OA.


resumo JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Indivíduos com osteoartrite (OA) frequentemente apresentam dor articular e sobrepeso ou obesidade. Assim, o objetivo deste estudo foi observar se existe correlação entre o índice de massa corporal e a intensidade da dor articular com o desempenho da marcha em indivíduos com OA. MÉTODOS: Estudo de corte transversal, que avaliou 60 indivíduos, sendo 30 com diagnóstico clínico de osteoartrite de joelho e 30 sem a doença, de ambos os sexos e com faixa etária entre 50 e 82 anos. A intensidade da dor articular foi avaliada pela Escala Analógica Visual, as tarefas funcionais relacionadas à marcha pelo Dynamic Gait Index e a mobilidade funcional pelo teste Timed Up and Go. RESULTADOS: Houve correlação entre o sobrepeso/obesidade e níveis elevados de intensidade da dor articular (p=0,018), com um pior desempenho nas tarefas funcionais relacionadas à marcha (p=0,000) e com menor mobilidade funcional (p=0,034) apenas para os indivíduos com OA. Os níveis elevados de intensidade de dor articular também mostraram correlação com um pior desempenho nas tarefas funcionais relacionadas à marcha (p=0,000) no grupo com OA, e ainda, com uma menor mobilidade funcional no grupo com OA (p=0,001) e também no grupo de indivíduos sem a doença (p=0,032). CONCLUSÃO: Este estudo identificou correlação entre o sobrepeso/obesidade com níveis elevados de intensidade da dor articular e com um pior desempenho na marcha nos indivíduos com OA. Os elevados níveis de intensidade da dor também mostraram correlação com pior desempenho na marcha nos indivíduos com OA.

9.
Fisioter. Bras ; 24(2): 166-180, 2023-05-02.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1436721

RESUMO

Introdução: Estudos têm mostrado que a prática de exercícios físicos é recomendada para diminuição dos sintomas de indivíduos com osteoartrite (OA). Objetivo: O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito da utilização de um protocolo de intervenção realizado em grupo, sobre as variáveis dor, função, qualidade de vida e flexibilidade em indivíduos com OA de joelho e/ou quadril. Métodos: Foram incluídos no estudo 15 participantes, com idade igual ou superior a 50 anos com diagnóstico de OA de quadril e/ou joelho. O protocolo foi realizado duas vezes por semana, totalizando 10 sessões, com objetivos pré-definidos para cada semana, sendo realizada uma avaliação antes e após a intervenção. Para a avaliação foi utilizada EVA para dor, questionário LEFS e TSL para avaliar funcionalidade, teste de sentar e alcançar para flexibilidade e questionário SF-12 para avaliação da qualidade de vida. Resultados: Observou-se melhora significativa nos valores da dor em movimento (p = 0,005) e na funcionalidade pelo TSL (p = 0,003). Conclusão: É possível observar o efeito do protocolo aplicado sobre os parâmetros de dor em movimento e funcionalidade, destacando redução significativa da dor em atividades que envolvam o movimento, e maior independência.

10.
Rev. bras. ortop ; 58(1): 30-35, Jan.-Feb. 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1441331

RESUMO

Abstract Objective To compare the level of quality of life and satisfaction after two years of total knee arthroplasties between individuals above and below 65 years of age and to identify predictor factors of poor clinical outcome and low level of satisfaction in patients undergoing arthroplasty. Methods This is a retrospective cohort with data from patients diagnosed with knee osteoarthritis submitted to primary total knee arthroplasty from 2014 to 2018 (n= 190). Clinical outcomes were assessed using the following scores: visual analog scale (VAS) of pain, EQ-5D-3L and EUROQOL-VAS (quality of life scales), patient satisfaction level, and functional scale of the Knee Injury and Osteoarthritis Outcome Score (KOOS), collected through a questionnaire applied preoperatively, as well as 1, 3, 12 and 24 months after surgery. Results Patients < 65 years old presented significantly lower values (clinical worsening) in KOOS-pain and KOOS-symptoms. There are no differences in the principal clinical scores that assess pain, function, and quality of life after the procedure, as well as in the rate of satisfaction with the procedure, among patients < 65 years old when compared with patients ≥ 65 years old. It was also observed that patients who were not satisfied with the procedure in the 24-month evaluation presented clinical results in some analyzed scores (KOOS-pain and EQ-VAS) similar to patients who declared themselves satisfied. Conclusion Scores that assess pain, function, quality of life, as well as satisfaction rate are similar between patients < 65 years old and those ≥ 65 years old.


Resumo Objetivo Comparar a qualidade de vida e satisfação 2 anos após a artroplastia total de joelho em indivíduos com idade ≥ e < 65 anos e identificar fatores preditivos de pior evolução clínica e baixo nível de satisfação nestes pacientes. Métodos Trata-se de uma coorte retrospectiva de dados de pacientes com diagnóstico de osteoartrite de joelho submetidos a artroplastia total primária de joelho entre 2014 e 2018 (n= 190). Os resultados clínicos foram avaliados de acordo com os seguintes escores: escala visual analógica (EVA) de dor, EQ-5D-3L e EUROQOL-VAS (escalas de qualidade de vida), nível de satisfação do paciente e escala funcional do Knee Injury and Osteoarthritis Outcome Score (KOOS, na sigla em inglês). Estes dados foram coletados por meio de questionário aplicado no período pré-operatório e 1, 3, 12 e 24 meses após a cirurgia. Resultados Os pacientes < 65 anos apresentaram valores significativamente menores (piora clínica) nas escalas KOOS-dor e KOOS-sintomas. Não houve diferenças nas principais pontuações clínicas de dor, função e qualidade de vida após o procedimento, nem no índice de satisfação com a cirurgia, entre pacientes < 65 anos em comparação com aqueles ≥ 65 anos. Observamos também que os pacientes não satisfeitos com o procedimento à avaliação de 24 meses apresentaram resultados clínicos em alguns escores analisados (KOOS-dor e EQ-VAS) semelhantes aos dos pacientes que se declararam satisfeitos. Conclusão Os escores que avaliam dor, função, qualidade de vida e índice de satisfação são semelhantes entre os pacientes < 65 anos e aqueles ≥ 65 anos.


Assuntos
Humanos , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Qualidade de Vida , Satisfação do Paciente , Artroplastia do Joelho , Osteoartrite do Joelho/cirurgia
11.
Rev. bras. ortop ; 58(6): 924-931, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1535626

RESUMO

Abstract Objective The aim of this study was to determine the prevalence of neuropathic pain and characterize the quality of life of patients with osteoarthritis who consulted a pain clinic in Southwestern Colombia. Methods A cross-sectional study was conducted via telephone survey. Participants ≥18 years of age with a diagnosis of osteoarthritis were included. The LANSS questionnaire was used to evaluate symptoms and signs of neuropathic pain, and the Short Form-8 was used to evaluate quality of life. Results Response rate was 54.1% (46/85). The male-to-female ratio was 5:1, with an average age of 72 ±10 years. Most participants (91.3%) had severe pain. The prevalence of neuropathic pain was 28.3% (95%CI = 15.99-43.46), and the prevalence of neuropathic pain amongst women was 84.6% (95%CI = 54.55-98.01 ). Dysesthesias and paroxysmal pain were present in 92.3% of individuals with neuropathic pain. Regarding quality of life, limitations in physical activity were the most significant, as 63% of individuals reported such limitations. Conclusion Neuropathic pain was found to be prevalent and had a negative impact on physical function, highlighting the need for therapeutic strategies targeted to specific neuropathic pain pathways in patients with osteoarthritis.


Resumo Objetivo O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência de dor neuropática e caracterizar a qualidade de vida de pacientes com osteoartrite que consultaram um ambulatório de dor no sudoeste da Colômbia. Métodos Este foi um estudo transversal realizado por meio de entrevista telefônica. Foram incluídos participantes ≥18 anos de idade com diagnóstico de osteoartrite. O questionário Leeds Assessment of Neuropathic Symptoms and Signs (LANSS) foi utilizado para avaliação dos sintomas e sinais de dor neuropática e o Short Form-8 analisou a qualidade de vida. Resultados A taxa de resposta foi de 54,1% (46/85). A razão homem:mulher foi de 5:1, com média de idade de 72 ±10 anos. A maioria dos participantes (91,3%) apresentava dor intensa. A prevalência de dor neuropática foi de 28,3% (intervalo de confiança [IC] de 95% = 15,99-43,46) e a prevalência de dor neuropática entre mulheres foi de 84,6% (IC 95% = 54,55-98,01). Disestesias e dor paroxística foram relatadas por 92,3% dos indivíduos com dor neuropática. Em relação à qualidade de vida, as limitações na prática de atividade física foram as mais significativas e relatadas por 63% dos indivíduos. Conclusão A dor neuropática foi prevalente e tinha impacto negativo na função física. Isso destaca a necessidade de estratégias terapêuticas direcionadas a vias específicas da dor neuropática em pacientes com osteoartrite.


Assuntos
Humanos , Osteoartrite , Qualidade de Vida , Dor Crônica , Neuralgia
12.
Acta ortop. bras ; 31(spe3): e266865, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1505503

RESUMO

ABSTRACT Introduction: For patients with severe hip osteoarthritis without clinical or socioeconomic conditions for total hip replacement, the obturator nerve block may serve for pain control and functional improvement. Either lidocaine or phenol are used, although the latter is expected to last longer. Objectives: Compare hip pain and functional performance after obturator nerve block with phenol versus lidocaine in patients with severe hip osteoarthritis who failed conservative treatment. Methodology: Forty-four patients scheduled for total arthroplasty due to severe osteoarthritis were randomized to the anterior branch of the obturator nerve with phenol (PG) or 1% lidocaine (LG), guided by electrical stimulation. Patients were evaluated with VAS, WOMAC, and pressure pain dolorimetry before the procedure and in the first and fourth months afterward. Results: Both groups improved significantly in pain control, pressure dolorimetry and functioning in the first month with reduced effect after 4 months, although the scores were still better than baseline. No statistical difference could be noticed between the groups. Severe adverse effects were not reported. Conclusion: Both lidocaine and phenol are equally effective and safe in the obturator nerve block for the control of pain and improvement in functioning in patients with severe hip OA. Evidence Level I; Randomized control trial, double-blind .


RESUMO Introdução: Em pacientes com osteoartrite grave do quadril, sem condições clínicas ou socioeconômicas para a substituição total do quadril, o bloqueio do nervo obturador pode servir para o controle da dor e ganho funcional. Pode-se usar lidocaína ou fenol, embora seja esperado que o último apresente maior duração. Objetivo: Comparar a dor no quadril e o desempenho funcional após o bloqueio do nervo obturador com fenol versus lidocaína em pacientes com osteoartrite grave do quadril que não obtiveram sucesso no tratamento conservador. Metodologia: Quarenta e quatro pacientes programados para artroplastia total devido à osteoartrite grave foram randomizados para o ramo anterior do nervo obturador com fenol (PG) ou lidocaína a 1% (LG), guiados por estimulação elétrica. Os pacientes foram avaliados com EVA, WOMAC e dolorimetria de dor por pressão antes do procedimento e no primeiro e quarto meses seguintes. Resultados: Ambos os grupos apresentaram melhora significativa no controle da dor, na dolorimetria por pressão e na funcionalidade no primeiro mês, com efeito reduzido após quatro meses, embora as pontuações ainda fossem melhores do que a linha de base. Não foi possível observar nenhuma diferença estatística entre os grupos. Não foram relatados efeitos adversos graves. Conclusão: Tanto a lidocaína quanto o fenol são igualmente eficazes e seguros no bloqueio do nervo obturador para o controle da dor e melhora da funcionalidade em pacientes com OA grave de quadril. Nível de evidência I; Estudo clínico randomizado,duplo cego .

13.
Acta ortop. bras ; 31(spe2): e262186, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1439155

RESUMO

ABSTRACT Objective Compare the results of medial unicompartmental knee arthroplasty (UKA) using a mobile platform and total knee arthroplasty (TKA) in patients with isolated medial osteoarthritis. Methods Retrospectivecross-sectional study. Preoperative radiographs of 602 patientswho underwent knee arthroplastybetween February 2017 and February 2020 were evaluated. Isolated medial osteoarthritis was found in 125 patients. Of these, 57 underwent UKA and 68 TKA. With chart analysis and telephone interviews, we compared patients' clinical outcomes and degree of satisfaction. The statistical analysis used a confidence level of 5%. Results The group of UKA patients obtained 65.8% of favorable results against 79.1% of those undergoing TKA in the function questionnaire (p<0.0001). The complication rate was statistically similar between the groups(p>0.5). Most patients were satisfied or very satisfied in both groups (88.6% of UKA and 91.2% of TKA) (p>0.999). Conclusion Patients submitted to UKA or TKA have presented the same degree of satisfaction and rate of postoperative complications when comparing patients with isolated medial osteoarthritis. UKA patients had less favorable results onthe clinical functional questionnaire than patients undergoing total arthroplasty. Level Of Evidence III;Retrospective Study.


RESUMO Objetivo Comparar os resultados da artroplastia unicompartimental do joelho (UKA) medial com plataforma móvel e artroplastia total do joelho (TKA) em pacientes com osteoartrose medial isolada. Métodos Estudo transversal retrospectivo. Foram avaliadas radiografias pré-operatórias de 602 pacientes submetidos à artroplastia de joelho entre fevereiro de 2017 e fevereiro de 2020. A osteoartrose medial isolada foi encontrada em 125 pacientes, destes em 57 haviam sido submetidos a UKA e 68 TKA. Com análise de prontuários e entrevistas telefônicas comparamos os resultados clínicos e o grau de satisfação dos pacientes. A análise estatística utilizou nível de confiança de 5%. Resultados O grupo de pacientes com UKA obteve 65,8% de resultados favoráveis contra 79,1% daqueles submetidos à TKA no questionário de função (p<0,0001). A taxa de complicações foi estatisticamente semelhante entre os grupos (p>0,5). A maioria dos pacientes estava satisfeita ou muito satisfeita em ambos os grupos (88,6% de UKA e 91,2% de TKA) (p>0,999). Conclusão Pacientes submetidos a UKA ou TKA apresentaram o mesmo grau de satisfação e taxa de complicações pós-operatórias quando comparados pacientes com osteoartrite medial isolada. Os pacientes da UKA apresentaram resultados menos favoráveis ao questionário clínico funcional do que os pacientes submetidos à artroplastia total. Nível de Evidência III; Estudo Retrospectivo.

14.
Acta ortop. bras ; 31(3): e267046, 2023. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1447085

RESUMO

ABSTRACT Osteoarthritis and Parvovirus B19 infection present silent and gradual evolution, since the former is a degenerative process while the latter is often asymptomatic and may persist in the individual's body during their life. This study aims to analyze clinical studies that establish a correlation between degenerative osteoarthritis and Parvovirus B19 infection. Of the 62 studies found, 25 were chosen for reading in full. Analyzing only the studies that establish the correlation between the pathologies, seven confirm this relationship between Parvovirus B19 and Osteoarthritis, while one reports no relationship. No objective correlation could be found between the other articles studied. Our findings suggest that there is a close relationship between Parvovirus B19 and Osteoarthritis, with a higher prevalence of acquired causes, women and older adults, but it can manifest during life. However, it is essential to carry out new studies involving family history of patients with Osteoarthritis with positivity of Parvovirus B19, cohort studies between childhood and adult-old adult, so that it can elucidate this duality of congenital-acquired cause and, finally, raise treatment alternatives. Level of Evidence II, Systematic Review of Level II Studies.


RESUMO Tanto a osteoartrite quanto a infecção pelo parvovírus B19 apresentam evolução muitas vezes silenciosa e gradual, uma vez que a primeira é um processo degenerativo, e a segunda é geralmente assintomática, podendo persistir no corpo do indivíduo por toda a sua vida. Esta revisão bibliográfica visa analisar estudos clínicos que estabeleceram a correlação entre a osteoartrite degenerativa e a infecção pelo parvovírus B19. Dos 62 artigos encontrados, foram eleitos 25 para leitura em sua totalidade. Analisando apenas os artigos que estabelecem a relação entre as patologias, temos sete que confirmaram essa relação, enquanto um deles afirmou que não há relação. Não houve correlação objetiva entre os demais artigos estudados. Nossos resultados sugerem que há estreita relação entre a osteoartrite e o parvovírus B19, que tende a ser uma doença de causa adquirida com maior prevalência em mulheres e idosos, porém que pode se manifestar durante toda a vida. Contudo, é crucial a realização de novos estudos envolvendo antecedentes familiares de pacientes com osteoartrite e com positividade para o parvovírus B19 e estudos de coorte entre a infância e o adulto-idoso, a fim de elucidar essa dualidade de causa congênita-adquirida e, enfim, levantar alternativas de tratamento. Nível de Evidência II, Revisão Sistemática de Estudos de Nível II.

15.
Acta ortop. bras ; 31(spe1): e259011, 2023. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1429586

RESUMO

ABSTRACT Objectives: Assess whether the spine surgical approach for degenerative diseases can influence the physical capacity of patients and its correlation with cardiorespiratory function. Methods: A prospective study was conducted on 9 patients of both genders, aged between eighteen and sixty, scheduled for spinal surgery for degenerative disease in the lumbar segment. Patients underwent treadmill stress test two times, fifteen days before and sixty days after the surgery. A cardiologist performed the test according to the Bruce protocol with a progressive increase in incline and speed. Results: There were no statistically significant differences between pre- and postoperative assessments for the parameters evaluated in the treadmill stress test. Forty-four percent of patients needed to interrupt the test postoperatively due to dyspnea (p=0.023). Conclusion: The improvement obtained with spinal surgery does not have statistically significant relevance in tiredness, pain, and fatigue in the lower limbs and low back pain. Some patients could not complete the examination after surgery due to poor physical conditioning, and it was necessary to interrupt the examination due to dyspnea. Level of Evidence II; Lesser quality RCT (eg, < 80% followup, no blinding, or improper randomization).


RESUMO Objetivo: Avaliar se a abordagem cirúrgica da coluna vertebral para doenças degenerativas pode influenciar a capacidade física dos pacientes e sua correlação com a função cardiorrespiratória. Métodos: Um estudo prospectivo foi realizado em 9 pacientes, de ambos os sexos, com idade entre 18 e 60 anos, programados para cirurgia de coluna vertebral para doenças degenerativas no segmento lombar. Os pacientes foram submetidos a teste de esforço em esteira duas vezes, quinze dias antes do procedimento cirúrgico e sessenta dias após a cirurgia. O teste foi realizado por um cardiologista de acordo com o protocolo Bruce com aumento progressivo de inclinação e velocidade. Resultados: Não houve diferenças estatisticamente significativas entre as avaliações pré e pós-operatórias para os parâmetros avaliados no teste de esforço em esteira. Quarenta e quatro por cento dos pacientes precisaram interromper o teste no pós-operatório devido à dispnéia (p=0,023). Conclusão: A melhora obtida com a cirurgia da coluna vertebral não apresenta impactos estatísticos no cansaço, dor e fadiga relativos aos membros inferiores e dores lombares baixas. Alguns pacientes não puderam completar o exame após a cirurgia devido ao mau condicionamento físico, exigindo a interrupção do exame devido à dispnéia. Nível de Evidência II; ECRC de menor qualidade (por exemplo, < 80% de acompanhamento, sem mascaramento do código de randomização ou randomização inadequada).

16.
Fisioter. Mov. (Online) ; 36: e36202, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1430326

RESUMO

Abstract Introduction Knee osteoarthritis (KOA) is a prevalent pathology in older adults, with physical, social and psychological impacts that reduce their quality of life. Objective Analyze the correlation between KOA in older individuals and biopsychosocial aspects such as pain, functional limitation, dependence, anxiety and depression. Methods A systematic review of English and Portuguese articles published on the Cochrane Library, PUBMED/MEDLINE, SciELO and Web of Science databases between 2016 and 2021, selected according to inclusion and exclusion criteria. Results After cross-checking specific to each database, studies were selected by reading the title (2,304), abstract (136) and full article (72), with 30 ultimately included based on the eligibility criteria. Conclusion Knee osteoarthritis has a significant negative impact on patients' lives and is correlated with pain, functional limitation, dependence, anxiety and depression, compromising interpersonal relationships, physical and mental status and causing disability due to chronic pain, making osteoarthritis (OA) a public health issue with a high financial, physical and emotional cost for patients.


Resumo Introdução A osteoartrite de joelho é uma patologia prevalente em idosos, impactando suas vidas em um contexto físico, social e psicológico, o que ocasiona redução na qualidade de vida desses indivíduos. Objetivo Analisar a correlação entre a osteoartrite de joelho em idosos e aspectos biopsicossociais como dor, limitação funcional, dependência, ansiedade e depressão. Métodos Revisão sistemática de artigos publicados nas bases de dados Cochrane Library, PUBMED/MEDLINE, SciELO e Web of Science, entre 2016 e 2021, em português e inglês. Após isso, realizou-se a seleção dos artigos de acordo com os critérios de inclusão e exclusão. Resultados Após cruzamentos específicos em cada base, selecionaram-se os artigos por meio da leitura do título (2.304), do resumo (136) e do artigo na íntegra (72). Assim, 30 artigos foram selecionados de acordo com os critérios de elegibilidade. Conclusão Confirmou-se que a osteoartrite de joelho impacta negativamente a vida dos pacientes e está correlacionada com dor, limitação funcional, dependência, ansiedade e depressão, prejudicando as relações interpessoais, afetando condições físicas e mentais e gerando incapacidade devido à dor crônica, tornando a osteoartrite uma questão de saúde pública de alto custo financeiro, físico e emocional aos pacientes.


Assuntos
Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Dor , Osteoartrite do Joelho , Impacto Psicossocial , Desempenho Físico Funcional , Ansiedade , Qualidade de Vida , Perfil de Impacto da Doença , Depressão
17.
Belo Horizonte; s.n; 2023. 107 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem, Coleciona SUS | ID: biblio-1518337

RESUMO

Artroplastia de quadril em Minas Gerais: análise dos dados do Sistema Único de Saúde. 2023. 109 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão de Serviços em Saúde) ­ Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, 2023. Introdução: o aumentando da longevidade está associado ao aumento de incidência e prevalência de doenças crônicas, como a artrose ou osteoartrite, além de ampliar a chance de ocorrência de fratura de colo do fêmur, mais frequente em indivíduos com idades avançadas, levando ao consequente aumento da necessidade de realização da cirurgia de artroplastia de quadril. Objetivo: analisar a incidência de artroplastias de quadril realizadas pelo Sistema Único de Saúde em Minas Gerais, no período de 2013 a 2022. Metodologia: este é um estudo ecológico em que as unidades de análise foram as Microrregiões de Saúde do estado de Minas Gerais. Foram descritas a frequência dos diferentes tipos de artroplastias de quadril, sua evolução temporal, a média de idade de realização relativa a cada um desses procedimentos (por tipo), além de estimadas as incidências anuais da cirurgia. Também foi realizada análise dos fatores associados à incidência da cirurgia nas diferentes Microrregiões. Como variável de desfecho foi considerada a taxa de incidência no ano de 2018. Os fatores investigados quanto à associação em relação à taxa da cirurgia por 100.000 habitantes foram: o Índice Mineiro de Responsabilidade Social (IMRS); proporção de habitantes do sexo feminino; porcentagem de habitantes maior que 50 anos; porcentagem de habitantes brancos; médicos especialistas da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT)/1.000 habitantes; e número de leitos por Macrorregião de Saúde. Para analisar a correlação entre a incidência de artroplastia e as demais variáveis do estudo foi utilizado o coeficiente de correlação de Spearman. Foi empregado modelo de regressão Binomial Negativa, simples e múltiplo, considerando a ocorrência de artroplastia em 2018 como o desfecho, e os demais indicadores do estudo como variáveis explicativas, incluindo os subíndices do IMRS Saúde. Ao selecionar as variáveis para inclusão no modelo múltiplo, considerou-se um valor-p inferior a 0,10 como critério. Permaneceram no modelo final as variáveis significativas ao nível de 5% de significância. Resultados: no período de janeiro de 2013 a dezembro de 2022, foram identificadas em Minas Gerais 34.273 internações para artroplastia de quadril o que representou uma taxa de 15,5 internações para a cirurgia por 100 mil habitantes. Os tipos mais frequentes foram: artroplastia total primaria do quadril não cimentada/híbrida (36,8%), artroplastia parcial de quadril (34,8%) e artroplastia total primária do quadril cimentada (17,3%), respectivamente. Quanto à evolução temporal, a mediana dos valores de incidência da cirurgia se manteve quase constante entre os anos de 2013 e 2018, com aumento em 2019. Em 2020 a mediana alcançou o menor valor do período estudado, aumentando em 2021 e alcançando o maior valor do recorte histórico estudado em 2022. Os resultados do modelo múltiplo revelaram que os fatores que permaneceram associados ao aumento da incidência das artroplastia foram maiores IMRS Educação e maior proporção de pessoas com 50 anos ou mais. Conclusão: pode-se concluir que em regiões com melhor situação da educação da população possivelmente há mais acesso à artroplastia do quadril e que populações mais envelhecidas apresentam maior necessidade da cirurgia.


Introduction: increased longevity is associated with an increase in the incidence and prevalence of chronic diseases, such as arthrosis or osteoarthritis, in addition to increasing the chance of femoral neck fractures, which are more common in older individuals, leading to a consequent increase in the need for of hip arthroplasty surgery. Objective: to analyze the incidence of hip arthroplasties performed by the Unified Health System in Minas Gerais, from 2013 to 2022. Methodology: this is an ecological study in which the units of analysis were the Health Microregions of the state of Minas Gerais. The frequency of different types of hip arthroplasties, their temporal evolution, the average age of completion for each of these procedures (by type) were described, in addition to estimating the annual incidence of surgery. An analysis of factors associated with the incidence of surgery in different microregions was also carried out. The incidence rate in 2018 was considered as an evolution variable. The factors investigated regarding the association in relation to the surgery rate per 100,000 inhabitants were: the Minas Gerais Social Responsibility Index (IMRS); proportion of female inhabitants; percentage of inhabitants over 50 years old; percentage of white inhabitants; specialist doctors from the Brazilian Society of Orthopedics and Traumatology (SBOT)/1,000 inhabitants; and number of beds per Health Macroregion. To analyze the projection between the incidence of arthroplasty and the other study variables, the Spearman projection coefficient was used. A simple and multiple Negative Binomial regression model was used, considering the occurrence of arthroplasty in 2018 as the outcome, and the other study indicators as explanatory variables, including the IMRS Health sub-indices. When selecting the variables for inclusion in the multiple models, if a p-value less than 0.10 as selective. Significant variations at the 5% significance level remained in the final model. Results: from January 2013 to December 2022, 34,273 admissions for hip arthroplasty were identified in Minas Gerais, which represented a rate of 15.5 admissions for surgery per 100 thousand inhabitants. The most frequent types were: uncemented/hybrid primary total hip arthroplasty (36.8%), partial hip arthroplasty (34.8%) and cemented primary total hip arthroplasty (17.3%), respectively. Regarding temporal evolution, the median surgery incidence values remained almost constant between the years 2013 and 2018, with an increase in 2019. In 2020 the median reached the lowest value of the trained period, increasing in 2021 and reaching the highest value of the historical sample trained in 2022. The results of the multiple models revealed that the factors that occurred associated with the increase in the incidence of arthroplasty were higher IMRS Education and a higher proportion of people aged 50 or over. Conclusion: it can be concluded that in regions with a better population education situation there is possibly more access to hip arthroplasty and that older populations have a greater need for surgery.


Assuntos
Dinâmica Populacional , Saúde do Idoso , Dissertação Acadêmica , Gestão em Saúde
18.
Artigo em Português | LILACS, CONASS, Coleciona SUS, SES-GO | ID: biblio-1425759

RESUMO

Tecnologia: Combinação de glicosamina e condroitina. Indicação: Tratamento de osteoartrite em adultos. Pergunta: O tratamento com a combinação de glicosamina e condroitina é mais eficaz e seguro que os demais tratamentos para osteoartrite disponíveis no SUS? Métodos: Uma revisão rápida de evidências, uma revisão de revisões sistemáticas, com levantamento bibliográfico realizado na base de dados PUBMED, utilizando estratégia estruturada de busca. A qualidade metodológica das revisões sistemáticas foi avaliada com AMSTAR-2. Resultados: Foi selecionada uma revisão sistemática, que atendiam aos critérios de inclusão. Conclusão: A combinação de glicosamina com condroitina, comparados ao placebo, mostrou ser mais eficaz para tratamento da dor e função e alcançou o segundo lugar nas alternativas terapêuticas para tratamento da dor e função


Technology: Combination of glucosamine and chondroitin. Indication: Treatment of osteoarthritis in adults. Question: Is the treatment with the combination of glucosamine and chondroitin more effective and safer than the other treatments for osteoarthritis available in the Brazilian Public Health System? Methods: A rapid review of evidence, a overview of systematic reviews, with bibliographic search done in PUBMED database, using a structured search strategy. The methodological quality of systematic reviews was assessed using AMSTAR-2. Results: A systematic review was selected, which met the inclusion criteria. Conclusion: The combination of glucosamine and chondroitin, compared to placebo, proved to be more effective for the treatment of pain and function and reached second place in therapeutic alternatives for the treatment of pain and function


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Osteoartrite/tratamento farmacológico , Condroitina/uso terapêutico , Glucosamina/uso terapêutico , Eficácia , Combinação de Medicamentos , Pesquisa Comparativa da Efetividade , Revisão Sistemática
19.
Vive (El Alto) ; 5(15): 728-737, dic. 2022.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1424744

RESUMO

La osteoartritis pertenece al grupo de afecciones articulares degenerativa más común y una de las principales causas de discapacidad en el mundo, caracterizada por provocar dolor articular, rigidez, y pérdida de la capacidad funcional. Objetivo. Evaluar la funcionalidad de los pacientes con osteoartritis que asistieron al Centro de Rehabilitación Integral Especializado Guayaquil # 2. Materiales y Métodos. Se realizó un estudio bajo un enfoque cuantitativo, con un alcance descriptivo y de corte transversal, se desarrolló mediante la medición numérica y análisis de datos de las variables en estudio como edad; sexo; patología; ocupación laboral; rigidez y capacidad funcional, mediante opciones de respuestas. La recolección de datos se ejecutó por medio de la técnica de la observación, para el análisis de los resultados obtenidos del Cuestionario Western Ontario and McMasters Universities Osteoarthritis Índex. Resultados. Se determinó que de acuerdo al sexo prevaleció el femenino en un 90%, la mayoría entre 60 y 70 años de edad; el 70% del grupo estudiado fueron las amas de casa; patología frecuente la poliosteoartritis en un 85%; presentaron un 55% muchísimo dolor y el 45% mucho dolor; la rigidez en un 45%; mientras un 10% no disminución de la capacidad funcional en las articulaciones afectadas. Conclusiones. La osteoartritis afectó la condición funcional a la mayoría de las mujeres y se evidenció con el análisis de la evaluación del resultado obtenido, mediante el Cuestionario Womac.


Osteoarthritis belongs to the most common group of degenerative joint conditions and is one of the leading causes of disability in the world, characterized by joint pain, stiffness, and loss of functional capacity. Objective. To evaluate the functionality of patients with osteoarthritis who attended the Centro de Rehabilitación Integral Especializado Guayaquil # 2. Materials and Methods. A study was carried out under a quantitative approach, with a descriptive and cross-sectional scope, developed through numerical measurement and data analysis of the variables under study such as age; sex; pathology; work occupation; stiffness and functional capacity, by means of response options. Data collection was carried out by means of the observation technique, for the analysis of the results obtained from the Western Ontario and McMasters Universities Osteoarthritis Index Questionnaire. Results. It was determined that according to sex, 90% were female, most of them between 60 and 70 years of age; 70% of the group studied were housewives; 85% had polyosteoarthritis; 55% had a lot of pain and 45% a lot of pain; 45% had stiffness; while 10% had no decrease in the functional capacity of the affected joints. Conclusions. Osteoarthritis affected the functional condition of most of the women and this was evidenced by the analysis of the evaluation of the result obtained by means of the Womac Questionnaire.


A osteoartrite pertence ao grupo mais comum de condições articulares degenerativas e é uma das principais causas de incapacidade no mundo, caracterizada pela dor articular, rigidez e perda da capacidade funcional. Objetivo. Avaliar a funcionalidade dos pacientes com osteoartrite que atendem ao Centro de Reabilitação Integral Especializado Guayaquil # 2. Materiais e métodos. Foi realizado um estudo sob uma abordagem quantitativa, com um escopo descritivo e transversal, desenvolvido por meio de medição numérica e análise de dados das variáveis em estudo, tais como idade; sexo; patologia; ocupação do trabalho; rigidez e capacidade funcional, por meio de opções de resposta. A coleta de dados foi realizada por meio da técnica de observação, para a análise dos resultados obtidos das Universidades Western Ontario e McMasters Questionário do Índice de Osteoartrite. Resultados. Foi determinado que, segundo o sexo, 90% eram do sexo feminino, a maioria entre 60 e 70 anos de idade; 70% do grupo estudado eram donas de casa; 85% tinham polioseartrose; 55% tinham muita dor e 45% muita dor; 45% tinham rigidez; enquanto 10% não tinham diminuição da capacidade funcional das articulações afetadas. Conclusões. A osteoartrose afetou a condição funcional da maioria das mulheres e foi evidenciada pela análise da avaliação do resultado obtido por meio do Questionário Womac.


Assuntos
Coleta de Dados , Avaliação de Resultados em Cuidados de Saúde , Osteoartrite , Centros de Reabilitação , Articulações
20.
Rev. fitoter ; 20(1): 5-18, dic. 2022. ilus, tab
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-214908

RESUMO

Introducción: La osteoartritis (OA) es una de las principales causas de dolor y discapacidad a nivel mundial. El tratamiento convencional son los analgésicos y antiinflamatorios no esteroideos (AINE), relacionados con efectos adversos gastrointestinales y cardiovasculares, motivo que hace necesaria la búsqueda de nuevas herramientas terapéuticas. Objetivo: Revisión de los últimos años de las diversas publicaciones científicas acerca de la eficacia de la cúrcuma (Curcuma longa) en el tratamiento de pacientes con osteoartritis. Métodos: Revisión sistemática a través de la búsqueda electrónica que incluyó PubMed, ProQuest, Google Scholar desde 9 de enero del2018 hasta 24 de mayo de 2021.Resultados: De los 81 artículos encontrados, se descartaron 70 porno cumplir con nuestros criterios, quedando 11 para la revisión sistemática. Conclusión: Los ensayos clínicos analizados muestran que el tratamiento con diferentes preparados de cúrcuma tiene eficacia similar a los AINEs, pero con menos efectos adversos, lo que lo sugiere como alternativa analgésica y antiinflamatoria. Sin embargo, las limitaciones metodológicas de los mismos hacen necesaria la realización de estudios más rigurosos antes de recomendarla como terapia eficaz para la osteoartritis de rodilla. (AU)


Introdução: A osteoartrite (OA) é uma das principais causas de dor e incapacidade em todo o mundo. O tratamento convencional recorre a analgésicos e antiinflamatórios não esteróides (AINEs), que estão relacionados com efeitos adversos gastrointestinais e cardiovasculares, o que tornanecessária a procura de novas estratégias terapêuticas. Objetivo: Rever as diversas publicações científicas dos últimos anos sobre a eficácia da cúrcuma (Curcuma longa) no tratamento de pacientes com osteoartrite. Métodos: Revisão sistemática através de pesquisa eletrónica que incluiu PubMed, ProQuest, Google Scholar de 9 de janeiro de 2018 a 24 de maio de 2021.Resultados: Dos 81 artigos encontrados, 70 foram descartados por não atenderem aos nossos critérios, restando 11para revisão sistemática. Conclusão: Os ensaios clínicos analisados mostram que otratamento com diferentes preparações de cúrcuma temeficácia semelhante aos AINEs, porém com menos efeitos adversos, o que o sugere como alternativa analgésica e anti-inflamatória. No entanto, suas limitações metodológicas tornam necessária uma realização de estudos mais rigorosos antes de a recomendar como uma terapia alternativa eficaz para a osteoartrite do joelho. (AU)


Introduction: Osteoarthritis (OA) is one of the main causes of pain and disability worldwide. The traditional treatment uses analgesic and non-steroidal anti-inflammatory drugs (NSAIDs), which are related to gastrointestinal and cardiovascular adverse effects, which makes necessary the search for new therapeutic tools. Objective: Review of the last years scientific publications about the efficacy of turmeric (Curcuma longa) in the treatment of patients with osteoarthritis. Methods: Systematic review through the electronic search in PubMed, ProQuest, Google Scholar from January 9, 2018 to May 24, 2021. Results: Out of the 81 articles found, 70 were discarded because did not meet our criteria, leaving 11 for systematic review. Conclusion: The clinical trials analyzed have shown that treatment with different turmeric preparations has similar efficacy to NSAIDs, but with less adverse effects, which suggests it as an analgesic and anti-inflammatory alternative. However, due to the methodological limitations of existing studies, more rigorous trials are needed beforere commending it as an effective therapy for knee osteoarthritis. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Osteoartrite/tratamento farmacológico , Curcuma , Fitoterapia , Anti-Inflamatórios não Esteroides
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...