Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 552
Filtrar
1.
Multimedia | Recursos Multimídia | ID: multimedia-9937

RESUMO

Formas de combatir la contaminación de los alimentos por microorganismos


Assuntos
Contaminação de Alimentos/prevenção & controle , Alimentos Integrais , Conservantes de Alimentos/toxicidade
2.
Rev Panam Salud Publica ; 46, ago. 2022. Special Issue Improving Household Nutrition Security and Public Health in the CARICOM
Artigo em Inglês | PAHO-IRIS | ID: phr-56274

RESUMO

[EXTRACT]. A key feature of this special supplement of the Pan American Journal of Public Health is its focus on the state of chronic non-communicable diseases (NCDs) in the Caribbean. The negative value chain impact is its effects on economic growth and childhood educational outcomes. Thus, there is an ecological relationship between interventions to support dietary diversity, improving successful transitions from school to work and economic growth in the Caribbean Community (CARICOM). Since the 2007 Declaration of Port of Spain the region has made insufficient strides towards realizing the vision of reducing childhood obesity. In 2015, the Council for Trade and Economic Development (COTED) endorsed a 6-Point Policy Package (6-PPP) to promote healthy food environments and reduce the incidence of childhood obesity. The strategy supports the Caribbean Plan of Action to Prevent Childhood Obesity and the 6-PPP comprises mandatory food labelling, nutrition standards and guidelines for schools and other institutions, food marketing and portion sizes, nutritional quality of food supply (levels of harmful ingredients), trade and fiscal policies, and food chain incentives, particularly for fruits and vegetables.


Assuntos
Doença Crônica , Doenças não Transmissíveis , Obesidade Pediátrica , Alimentos Integrais , Região do Caribe
3.
Nutr. clín. diet. hosp ; 42(3): 97-109, Ago 2022. tab
Artigo em Inglês | IBECS | ID: ibc-207350

RESUMO

Objective: The objective of this study was to determineand describe the presence of institutional food deserts basedon access to healthy food via a level of adherence to aMediterranean diet in higher education Metropolitan Area institutions in Valle de Aburrá, Colombia.Materials and methods: The Food Deserts Survey -EDA and the Mediterranean Diet Adherence Test -KIDMED was administered to 419 university students.Results and Discussion: Results evidenced that participants had an average adherence (58.5%) to a Mediterranean diet, indicating that university students need to improve theirdietary pattern to adapt it to a Mediterranean model.Regarding the EDA, most reported that the food they consumed was nutritious (69.0%), fresh (77.3%) and healthy(61.3%). They stated they usually ate breakfast (74.7%),lunch (44.2%) and dinner (85.0%) at home during the week,and usually bought and consumed food in supermarkets andtraditional stores (73.3%).Conclusion: The study concluded that regardless of gender, participants need to improve their dietary pattern to adapt it to a Mediterranean model, which could indicate a hidden presence of food deserts.(AU)


Assuntos
Humanos , Dieta Mediterrânea , 50328 , Estudantes , Alimentos Integrais , Cooperação e Adesão ao Tratamento , Inquéritos Nutricionais , Alimentos, Dieta e Nutrição , Comportamento Alimentar , Inquéritos e Questionários , 24439 , 52503 , Dietética
4.
Nutr. clín. diet. hosp ; 42(3): 34-39, Ago 2022. tab
Artigo em Inglês | IBECS | ID: ibc-207351

RESUMO

Objective: This exploratory studyaims to identifyat the students who have acquired basic nutritional knowledge theoptions based of what healthy / less healthy foods mean, to what extent the conservatism / novelty is important in choosing products and how much independent / dependent their food choices are in fact. Methods: The methodology used in this paper consisted in drawing up a 38-item questionnaire by authors and its completion by 50 students who attended a nutrition course. Results: This study reveals on the following tree major lines: at the axis healthy versus unhealthy food choices there areno significant differences between the two categories (Paired samples test, t = 1.20, p = 0.235), at the axis choices based on conservatism versus novelty aresignificant results for conservatism (Paired samples test / t = 6.95, p = 0.000 )and at the axis choices based on decisional independence versus dependenceare significant results for independence (Paired samples test, t = 5.59, p = 0.000). Implication: Basically, this paper makes a clear radiography of the respondents' food choices and it may also provide through the questionnaire developed by us a starting point for developing new information, education and marketing strategies to promote the healthy food consumption.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Educação Alimentar e Nutricional , Estudantes , Fenômenos Fisiológicos da Nutrição do Adolescente , Alimentos, Dieta e Nutrição , Alimentos Integrais , Estilo de Vida Saudável , Comportamento de Escolha , Inquéritos e Questionários , Inquéritos Nutricionais , Epidemiologia Nutricional
5.
Nutr. clín. diet. hosp ; 42(3): 49-57, Ago 2022. tab, graf
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-207352

RESUMO

Objetivo: Caracterizar el perfil alimentario de las Personas Mayores de Iberoamérica en tiempos de pandemia por COVID 19.Material y métodos: Estudio multicéntrico en 12 países de Iberoamérica, se aplicó una encuesta en línea que incluyó preguntas sociodemográficas y un cuestionario de Ingesta de Alimentos que incluyo la frecuencia de consumo para verduras, bebidas azucaradas, legumbres, lácteos y porción de los alimentos.Resultados: La muestra quedó conformada por 624 participantes, 72,1% (n= 450) de mujeres. El 54,7% de mujeres no consume bebidas azucaradas, en cambio en hombres un 54% consume al menos un vaso al día (p=0,012). El 35,6% de hombres consumieron ≥3 por semana legumbres versus el 23% mujeres (p=0,020). El 37,3% de las mujeres consumen ≥2 porciones diarias de lácteos, en hombres solo un 28,1% (p= 0,030). Las mujeres presentan un mayor consumo de verduras (44,7%, n= 201) respecto de los hombres (28,7%), (p=0,001). El 17,4% de la muestra total aumentó el tamaño de la porción de alimentos, sin do mayor en mujeres (p=0.005).Conclusión: Las mujeres presentan hábitos alimentarios más saludables que los hombres en base a frutas, verduras, por otra parte, la variación del tamaño se observa un incremento en especial en mujeres lo que puede relacionarse con el aumento de la obesidad.(AU)


Objective: To characterize the food profile of the OlderPeople of Ibero-America in times of the COVID 19 pandemic.Material and methods: Multicenter study in 12 Ibero-American countries, an online survey was applied thatincluded sociodemographic questions and a Food Intakequestionnaire that included the frequency of consumption forvegetables, sugary drinks, legumes, dairy products andportion of food.Results: The sample was made up of 624 participants,72.1% (n= 450) of women. 54.7% of women do not consumesugary drinks, while in men 54% consume at least one glassa day (p=0.012). 35.6% of men consumed ≥3 legumes perweek versus 23% of women (p=0.020). 37.3% of womenconsume ≥2 daily servings of dairy products, in men only28.1% (p= 0.030). Women have a higher consumption ofvegetables (44.7%, n= 201) compared to men (28.7%),(p=0.001). 17.4% of the total sample increased the size ofthe food portion, being higher in women (p=0.005).Conclusion: Women have healthier eating habits thanmen based on fruits, vegetables, on the other hand, thevariation in size increases, especially in women.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Idoso , Pandemias , Betacoronavirus , América , Comportamento Alimentar , Frutas , Ingestão de Alimentos , Inquéritos Nutricionais , Alimentos Integrais , Estilo de Vida Saudável , Inquéritos e Questionários , Dietética , 52503 , Alimentos, Dieta e Nutrição
7.
Multimedia | Recursos Multimídia | ID: multimedia-9685

RESUMO

O webinário abordará a importância, as possibilidades e as oportunidades para o breve aconselhamento sobre diferentes comportamentos, por parte de diferentes profissionais, na rotina de serviço das UBS. Também se pretende refletir sobre os obstáculos para o breve aconselhamento e os resultados observados a partir da sua prática. As UBS e suas equipes são responsáveis por cuidar dos indivíduos e de suas famílias, por meio de consultas de rotina, visitas domiciliares e acompanhamento de condições como diabetes mellitus e hipertensão arterial sistêmica, entre outros serviços. Dessa forma, todo e qualquer contato das equipes com os usuários, na rotina do serviço, deve ser considerado uma oportunidade para a promoção da saúde. Nesse sentido, o breve aconselhamento em saúde será debatido enquanto estratégia relativamente simples e com grande potencial de promoção de saúde, principalmente por envolver linguagem acessível e objetiva. Breve aconselhamento em Atenção Primária à Saúde. Considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma importante ferramenta no contexto da prevenção e controle das doenças crônicas, o breve aconselhamento é uma ação educativa, e qualquer profissional de saúde pode oferecê-lo. Com duração média de 10 minutos, é uma abordagem feita durante a consulta clínica, para a modificação de diferentes comportamentos associados ao estilo de vida (alimentação, atividade física, consumo de álcool e tabagismo), no contexto dos cuidados primários de saúde. A padronização dessa abordagem permite mais eficiência no funcionamento dos serviços de saúde, garantindo uma base de intervenção e facilitando o monitoramento das ações. Além disso, a implementação do breve aconselhamento e a identificação precoce de doenças aumentam as oportunidades de acompanhamento e uma melhor articulação entre os profissionais de saúde. A prática é uma medida de prevenção e deve ser realizada durante as consultas nos serviços de APS, considerando adicionalmente a necessidade de referenciar de acordo com os fluxos para o cuidado integral em saúde. A abordagem pode contribuir para a diminuição de doenças como diabetes e obesidade, para o melhor controle após a sua instalação, para o menor risco de complicações associadas e, consequentemente, para a menor necessidade de utilização de serviços de saúde especializados futuramente.


Assuntos
Atenção Primária à Saúde/normas , Guias Alimentares , Dieta Saudável , Estilo de Vida Saudável , Alimentos Integrais , Comportamento Alimentar , Segurança Alimentar , Alimentos Industrializados , Exercício Físico , Qualidade de Vida , Brasil , Tabagismo/prevenção & controle , Promoção da Saúde , Pessoal de Saúde
9.
Multimedia | Recursos Multimídia | ID: multimedia-9691

RESUMO

O II Seminário Internacional de Alimentação e Nutrição na Atenção Primária à Saúde teve como objetivo disseminar informações técnico-científicas e promover trocas de experiências a partir de espaços de discussão e proposição de ações em conjunto com coordenadores estaduais e municipais de alimentação e nutrição, gestores e profissionais envolvidos no desenvolvimento destas ações nos territórios, além de pesquisadores, estudantes e demais interessados no tema. Esse contou com um público de 5 mil pessoas, residentes em mais de 50 países. Houve o lançamento de duas importantes publicações: Recomendações para o Fortalecimento da Atenção Nutricional na Atenção Primária à Saúde no Brasil e Matriz para Organização dos Cuidados em Alimentação e Nutrição na Atenção Primária à Saúde. Esses materiais foram desenvolvidos para dar apoio técnico aos gestores e profissionais na organização da atenção nutricional e na formulação de estratégias de cuidado nos territórios cobertos pela APS no Brasil, buscando reverter cenários de má nutrição.


Assuntos
Política Nutricional , Segurança Alimentar , Dieta Saudável , Doenças não Transmissíveis/prevenção & controle , Insegurança Alimentar , Sistemas Locais de Saúde , Desenvolvimento Sustentável , Desnutrição/prevenção & controle , Atenção Primária à Saúde , Colaboração Intersetorial , Vigilância Alimentar e Nutricional , Formulação de Políticas , Alimentos Industrializados , Promoção da Saúde , Prisioneiros , Comportamento Alimentar , Saúde da Família , COVID-19/epidemiologia , Agentes Comunitários de Saúde , Alocação de Recursos para a Atenção à Saúde/economia , Pessoal de Saúde/educação , Estilo de Vida Saudável , Qualidade de Vida , Educação Alimentar e Nutricional , Alimentos Integrais
12.
Univ. salud ; 24(1): 29-35, ene.-abr. 2022. tab
Artigo em Espanhol | LILACS-Express | LILACS, COLNAL | ID: biblio-1361183

RESUMO

Introducción: La gestación en adolescentes es una realidad que enfrentan cada día la familia, comunidad y sociedad; además puede tener complicaciones como la hipertensión, por lo tanto, los cuidados son fundamentales y pueden variar según la cultura. Objetivo: Describir las prácticas de cuidados culturales relacionadas con la alimentación de las gestantes adolescentes con hipertensión, hospitalizadas en una institución de III Nivel de Atención en Salud del municipio de Sincelejo. Materiales y Métodos: Investigación cualitativa etnográfica. Se aplicaron entrevistas semiestructuradas a profundidad a trece participantes. El análisis etnográfico permitió identificar términos, dominios, taxonomías y relaciones semánticas. Resultados: Se observó un alto consumo de alimentos tradicionales de la región Caribe y productos procesados; emergieron prácticas de cuidados referentes a los cambios en la alimentación y su significado cultural, en las subcategorías, alimentos saludables y alimentos relacionados con hipertensión. Conclusiones: Las prácticas de cuidados en la alimentación, evidencian la diversidad de significado cultural en las participantes, conocimiento esencial para brindar cuidados de enfermería coherentes y humanizados. Asimismo, conlleva a la implementación de programas de intervención a nivel domiciliario e institucional en esta población.


Introduction: Pregnancy in adolescents is a common reality faced by family, community and society, which can also bring health complications such as hypertension. Therefore, care of these teenagers is fundamental and can vary according to cultural contexts. Objective: To describe cultural care practices related to diet in pregnant adolescents with hypertension, who are inpatients in a Level III health care institution in Sincelejo (Colombia). Materials and methods: Qualitative ethnographic research. In-depth semi-structured interviews were done with thirteen participants. The ethnographic assessment facilitated the identification of terms, domains, taxonomies, and semantic relationships. Results: High consumption of traditional Caribbean food and processed products was observed. Care practices related to diet changes and their cultural meaning were common in subcategories such as healthy food and hypertension related diet. Conclusions: Diet care practices show diversity in terms of the cultural significance given by participants, which is an essential knowledge to provide coherent and humanized nursing care. Likewise, it is necessary to implement intervention programs to treat these patients both at home as well as at health care institutions.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adolescente , Reprodução , Saúde , Gravidez na Adolescência , Gravidez , Alimentos Integrais , Nutrição da Gestante
14.
Multimedia | Recursos Multimídia | ID: multimedia-9604

RESUMO

Comida de verdade. Aula 1: O que é alimentação saudável? Na aula de abertura do curso, uma comparação muito direta entre comida de verdade e imitação de comida. Você vai entender que, mais importante do que se preocupar com os nutrientes do alimento, é variar os ingredientes e cozinhar as próprias refeições. E ainda vai aprender o que são os alimentos in natura e minimamente processados e evitar os ultraprocessados.


Assuntos
Comportamento Alimentar , Alimentos Integrais , Dieta Saudável , Alimentos Industrializados
15.
Multimedia | Recursos Multimídia | ID: multimedia-9602

RESUMO

Ciclo de debates da Política Nacional de Alimentação e Nutrição. A PNAN na perspectiva da Segurança Alimentar e Nutricional.


Assuntos
Política Nutricional , Segurança Alimentar , Guias Alimentares , Alimentos Integrais/economia , Insegurança Alimentar/economia , Dieta Saudável/economia , Pobreza , Fatores Socioeconômicos , Agricultura Sustentável
16.
Multimedia | Recursos Multimídia | ID: multimedia-9605

RESUMO

Comida de verdade - aula 2: Como melhorar a alimentação de casa? Como fazer uma boa lista de compras e manter a despensa e a geladeira sempre abastecidas? Isso é fundamental para garantir uma alimentação baseada em comida de verdade. Acima de tudo, é preciso planejamento. E, nesta aula, você aprende a pensar a comida, incluindo na sua lista de compras alimentos variados e alguns atalhos para facilitar o dia a dia.


Assuntos
Dieta Saudável/métodos , Planejamento de Cardápio/métodos , Alimentos Integrais
17.
Multimedia | Recursos Multimídia | ID: multimedia-9607

RESUMO

Comida de Verdade - Aula 4: Como posso comer comida de verdade sem gastar mais? Não basta procurar o mercado que tem a melhor promoção. Para cuidar da economia doméstica, você precisa ir além da lista de compras. Pode, por exemplo, ficar de olho nas frutas, legumes e hortaliças da estação. E deve – sempre, sempre, sempre – pensar em como reaproveitar os ingredientes e os preparos. Nós temos uma boa tática para isso nesta aula.


Assuntos
Alimentos Integrais/economia , Economia dos Alimentos , Alimentos Orgânicos/economia , Planejamento de Cardápio/economia
18.
Multimedia | Recursos Multimídia | ID: multimedia-9614

RESUMO

A alimentação adequada e saudável é importante para a manutenção da saúde e até mesmo para a prevenção de doenças, evitando até mesmo o surgimento do câncer.


Assuntos
Dieta Saudável , Neoplasias/prevenção & controle , Alimentos Integrais , Fibras na Dieta
19.
Multimedia | Recursos Multimídia | ID: multimedia-9594

RESUMO

Ter uma alimentação saudável é fundamental para manter um peso saudável. Mas o que as escolhas, o ambiente, mercados, feiras e hábitos têm a ver com isso? Descubra no segundo episódio deste minidoc como a adoção de escolhas saudáveis, sempre pautadas pela comida de verdade, pode auxiliar o controle do peso.


Assuntos
Alimentos Integrais/economia , Alimentos Industrializados , Fatores Sociais , Mídias Sociais , Dieta Saudável/economia , Obesidade/prevenção & controle , Comportamento Alimentar
20.
Rev. toxicol ; 39(1): 33-35, ene.-jun. 2022. ilus, tab
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-206829

RESUMO

El altramuz es un fruto de la familia de las leguminosas que se consume ampliamente como un aperitivo en zonas del Mediterráneo, norte de África, Asia y América Latina. Contiene dos alcaloides que aportan un sabor muy amargo al fruto y tienen efecto anticolinérgico: la esparteína y la lupanina; éstos se eliminan del fruto tras someterlo a un proceso de lavado y remojado. Presentamos un caso de intoxicación por consumo de harina de altramuz: mujer de 41 años que consultó en urgencias por un cuadro agudo de malestar general, sequedad de boca, distensión abdominal, náuseas y midriasis bilateral. Los síntomas se iniciaron una hora después de haber consumido un pan casero elaborado con harina de altramuz seco. Tras instaurar tratamiento sintomático e hidratación, los síntomas desaparecieron en las siguientes horas. La intoxicación por altramuz es un cuadro clínico infrecuente y probablemente infradiagnosticado considerando lo extendido de su consumo, en particular la intoxicación por consumo de harina del mismo. Es probable que en el futuro aumente el consumo de altramuz con objeto de beneficiarse de sus propiedades saludables (mayor contenido proteico, en fibras y proteínas, mayor saciedad). Se precisan un alto índice de sospecha clínica para identificar y tratar correctamente el cuadro, y una información completa a la población general sobre la manera correcta de preparación del altramuz, alertando y concienciando de los riesgos que conlleva su consumo en estado no procesado. (AU)


Lupin is a plant member of the Leguminosae family, widely consumed as a snack in Mediterranean countries, north of Africa, Asia and Latin America. Lupine seeds may cause poisoning due to the presence of two alkaloids, sparteine and lupanine, which can cause anticholinergic effects and have a bitter taste. These substances can be eliminated from the plant after a process of washing and rinsing. A clinical case is presented. A female patient aged 41 was admitted to the Emergency Room with general malaise, mouth dryness, abdominal distension, nausea and bilateral mydriasis, all of acute onset. Symptoms started one hour after consuming a homemade bread elaborated with dry lupine seeds. Symptomatic treatment and intravenous hydration were started and the symptoms disappeared within a few hours. Lupine seed intoxication is infrequent and probably underdiagnosed, considering how widely consumed the seeds are. Lupine flour intoxication is a particularly elusive diagnosis. Lupin consumption is likely to rise in the future due to increased interest in achieving its health benefits (high protein and fiber content). A high degree of clinical suspicion is needed to correctly identify and treat the intoxication. General population should be informed about how to correctly prepare lupine seeds, alerting about the potential risks of consumption in its unprocessed state. (AU)


Assuntos
Humanos , Doenças Transmitidas por Alimentos , Alcaloides , Doenças Transmitidas por Alimentos/prevenção & controle , Doenças Transmitidas por Alimentos/terapia , Alimentos Integrais
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...