Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 1.667
Filtrar
1.
Washington, D.C.; Organisation panaméricaine de la Santé; 2022-11-03.
em Francês | PAHO-IRIS | ID: phr3-56634

RESUMO

Le but de ce manuel est de fournir aux personnes qui manipulent les aliments, et en particulier aux instructeurs des manipulateurs d’aliments, l’information dont ils ont besoin pour faciliter l’apprentissage des procédures appropriées aux travailleurs alimentaires. De plus, il vise à fournir des informations de base sur la sécurité sanitaire des aliments que les pays de l’Amérique Latine et des Caraïbes peuvent adapter à leurs propres besoins. Le manuel est organisé en trois modules et annexes qui se concentrent sur les sujets suivants : 1) les dangers alimentaires; 2) les maladies d’origine alimentaire; et 3) les mesures hygiéniques pour prévenir la contamination alimentaire.


Assuntos
Doenças Transmitidas por Alimentos , Contaminação de Alimentos , Manipulação de Alimentos , Inocuidade dos Alimentos , Higiene dos Alimentos
2.
Rio de Janeiro; Organisation panaméricaine de la Santé; 2022-09-08.
em Francês | PAHO-IRIS | ID: phr3-56400

RESUMO

Ce manuel vise à fournir aux personnes qui manipulent les aliments les informations dont elles ont besoin pour faciliter et mettre en application de bonnes pratiques de manipulation des aliments. En outre, il cherche à fournir les informations de base sur la sécurité sanitaire des aliments que les pays de l’Amérique Latine et des Caraïbes peuvent adapter à leurs propres besoins. Le Manuel est réparti en trois modules et annexes axés sur les thèmes suivants: 1) dangers alimentaires; 2) maladies d’origine alimentaire; 3) mesures hygiéniques pour prévenir les risques de contamination alimentaire.


Assuntos
Doenças Transmitidas por Alimentos , Contaminação de Alimentos , Manipulação de Alimentos , Inocuidade dos Alimentos , Higiene dos Alimentos
3.
Rev. bras. ciênc. vet ; 29(3): 148-156, jul./set. 2022. il.
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1411236

RESUMO

This study aimed to identify potentially pathogenic microorganisms (Listeria innocua, L. seeligeri, L. ivanovii, L. monocytogenes, Staphylococcus aureus, and several virulence genes) in unpasteurized cheese production in the northeastern region of the state of São Paulo, Brazil. Listeria species were detected in 68 (64.14%) out of 106 samples of bovine feces, swabs from milkers' and cheese handlers' hands, milking buckets, raw milk, whey, water, cheese processing surface,s and utensils. All the samples collected at one farm were contaminated with Listeria spp. L. innocua, L. seeligeri, L. ivanovii, or L. monocytogenes were not detected in the samples collected in this study. A set of 391 Staphylococcus spp. isolates were obtained in these samples, from which 60 (15.31%) were identified as S. aureus using PCR (Polymerase Chain Reaction). S. aureus carrying virulence genes (eta, hlg, seg, seh, sei) were detected in milk, in swabs from cheese handler's hands, whey, milk, sieves, buckets, and cheese. The hlg gene (encodes gamma hemolysin) was detected in all the S. aureus isolates. These findings show that poor hygienic practice is associated with a higher risk of pathogenic bacteria in milk or cheese, providing useful information for public health authorities to increase food safety surveillance and prevent the dissemination of pathogens.


O objetivo desse estudo foi identificar microrganismos potencialmente patogênicos (Listeria innocua, L. seeligeri, L. ivanovii, L. monocytogenes, Staphylococcus aureus e diversos genes de virulência) na produção de queijos de leite cru na região noroeste do Estado de São Paulo, Brasil. Listeria foram detectadas em 68 (64,14%) das 106 amostras obtidas de fezes bovinas, suabes das mãos de ordenhadores e queijeiros, baldes, leite cru, soro, água, superfícies e utensílios da produção de queijos. Todas as amostras coletadas em uma fazenda estavam contaminadas com Listeria spp. L. innocua, L. seeligeri, L. ivanovii, e L. monocytogenes não foram detectadas nas amostras coletadas nesse estudo. Um conjunto de 391 isolados de Staphylococcus spp. foram obtidos das amostras, e desses 60 (15,31%) foram identificados como S. aureus pela PCR (Polymerase Chain Reaction). S. aureus contendo genes de virulência (eta, hlg, seg, seh, sei) foram detectados em leite, mãos dos ordenhadores, soro, utensílios e queijos. O gene hlg (gama-hemolisina)foi detectado em todos os isolados de S. aureus.Esses resultados demonstram que práticas inadequadas de higiene estão associadas com um maior risco da presença de bactérias patogênicas no leite e queijos crus, fornecendo informações para as autoridades de saúde pública para incrementarem a vigilância e prevenirem a disseminação de patógenos.


Assuntos
Staphylococcus aureus , Contaminação de Alimentos/análise , Higiene dos Alimentos , Queijo/análise , Reação em Cadeia da Polimerase , Inocuidade dos Alimentos/métodos , Microbiologia de Alimentos , Listeria
4.
Rio Janeiro; s.n; 18/05/2022. 175 p.
Tese em Português | LILACS, SES-RJ | ID: biblio-1397156

RESUMO

O objetivo geral desse trabalho foi formular uma proposta para implantar o sistema de Categorização dos serviços de alimentação no Estado do Rio de Janeiro. Para isso foi realizada uma pesquisa aplicada com análise documental que derivou o desenvolvimento de produtos tecnológicos e inovadores. Elaborou-se um roteiro para auxiliar na escrita do ato normativo da Categorização de serviços de alimentação; uma planilha para facilitar o cálculo do risco sanitário; um guia e um vídeo orientativo para auxiliar o processo de implantação da Categorização dos serviços de alimentação.


Assuntos
Sistema Único de Saúde , Higiene dos Alimentos/normas , Medição de Risco/normas , Agência Nacional de Vigilância Sanitária , Inspeção Sanitária , Inocuidade dos Alimentos/métodos , Manipulação de Alimentos/normas , Doenças Transmitidas por Alimentos/prevenção & controle , Serviços de Alimentação/classificação , Abastecimento de Alimentos/normas , Centros de Controle de Intoxicações/classificação , Vigilância Alimentar e Nutricional/métodos , Contaminação de Alimentos/análise , Indicadores de Contaminação , Controle de Vetores de Doenças , Risco à Saúde Humana , Conselhos de Saúde , Guias Alimentares , Armazenamento de Alimentos/normas , Monitoramento Epidemiológico , Serviços de Alimentação/normas
5.
Washington, D.C.; PAHO; 2022-05-17.
| PAHO-IRIS | ID: phr-56000

RESUMO

Door voedsel overgedragen ziekten (FBD’s) zijn één van de meest voorkomende volksgezondheidsproblemen in het dagelijks leven. De gevaren die FBD’s veroorzaken kunnen zich voordoen in de verschillende stadia van de voedselketen (van de primaire productie tot aan de consument). Ongeacht de oorsprong van het voedsel kan het, zodra het de consument bereikt, gevolgen hebben voor de volksgezondheid en ernstige economische schade toebrengen aan de bedrijven die zich bezighouden met de bereiding en verkoop van het voedsel. Deze twee gebeurtenissen kunnen leiden tot verlies van vertrouwen en het sluiten van een bedrijf. Gelukkig zijn de maatregelen ter voorkoming van voedselverontreiniging zeer eenvoudig en kunnen ze worden toegepast door iedereen die voedsel hanteert, door het volgen van eenvoudige regels voor het hygiënisch bereiden van voedsel. Het doel van dit Handboek is om personen die voedsel hanteren de informatie te verschaffen die ze nodig hebben om goede praktijken op het gebied van voedselbereiding te vergemakkelijken en toe te passen. Daarnaast wordt getracht basisinformatie over voedselveiligheid te verstrekken die de Latijns-Amerikaanse en Caribische landen aan hun eigen behoeften kunnen aanpassen. Het Handboek is opgebouwd uit drie modules en bijlagen die zich richten op de volgende onderwerpen: (1) voedselveiligheidsgevaren; (2) Door voedsel overgedragen ziekten; en (3) hygiëne maatregelen om voedselverontreiniging te voorkomen. De beoordeling aan het eind maakt deel uit van het Handboek. Het doel ervan is om de kennis te beoordelen die tijdens de cursus is opgedaan met betrekking tot het belang van de hygiënische productie van voedsel voor de volksgezondheid.


Assuntos
Doenças Transmitidas por Alimentos , Contaminação de Alimentos , Manipulação de Alimentos , Inocuidade dos Alimentos , Higiene dos Alimentos
6.
Washington, D.C.; OPS; 2022-05-17.
| PAHO-IRIS | ID: phr-55999

RESUMO

Door voedsel overgedragen ziekten (FBD’s) zijn één van de meest voorkomende volksgezondheidsproblemen in het dagelijks leven. De gevaren die FBD’s veroorzaken kunnen zich voordoen in de verschillende stadia van de voedselketen (van de primaire productie tot aan de consument). Ongeacht de oorsprong van het voedsel kan het, zodra het de consument bereikt, gevolgen hebben voor de volksgezondheid en ernstige economische schade toebrengen aan de bedrijven die zich bezighouden met de bereiding enverkoop van het voedsel. Deze twee gebeurtenissen kunnen leiden tot verlies van vertrouwen en het sluiten van een bedrijf. Gelukkig zijn de maatregelen ter voorkoming van voedselverontreiniging zeer eenvoudig en kunnen ze worden toegepast door iedereen die voedsel hanteert, door het volgen van eenvoudige regels voor het hygiënisch bereiden van voedsel. Het doel van dit Handboek is om personen die voedsel hanteren, in het bijzonder trainers van food handlers, de informatie te verschaffen die ze nodig hebben om het leren van goede procedures aan food handlers te vergemakkelijken. Daarnaast wordt getracht basisinformatie over voedselveiligheid te verstrekken die de Latijns-Amerikaanse en Caribische landen aan hun eigen behoeften kunnen aanpassen. Het Handboek bestaat uit drie modules en bijlagen die gericht zijn op de volgende onderwerpen: (1) voedselveiligheidsgevaren; (2) Door voedsel overgedragen ziekten; en (3) hygiënemaatregelen om voedselverontreiniging te voorkomen. De beoordeling aan het eind maakt deel uit van het Handboek. Het doel ervan is om de kennis te beoordelen die tijdens de cursus is opgedaan, met betrekking tot het belang van de hygiënische productie van voedsel voor de volksgezondheid.


Assuntos
Doenças Transmitidas por Alimentos , Contaminação de Alimentos , Manipulação de Alimentos , Inocuidade dos Alimentos , Higiene dos Alimentos
7.
Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online) ; 59: e192427, fev. 2022. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1380226

RESUMO

Using an online questionnaire, this study evaluated the profile of a Brazilian population's food handling practices in the home environment. The questionnaire, containing questions about domestic behavior in terms of hygiene and food handling, was built and available through social media sites. Information about the participants' profiles, their food pre-preparation, food preparation, and food post-preparation practices, and the occurrence of foodborne diseases (FBDs) was included in the questionnaire. A total of 701 responses were obtained. The interviewees included 78.31% female participants and 21.68% male participants, with an average age of 31.2 years. Nearly all (94.3%) had a complete or incomplete higher education. In the pre-preparation stage, the participants evaluated the shelf life (97.28%) and storage temperature (44.79%) of the products while purchasing them. Regarding food handling practices, only a few participants washed the food packages before storing them (31.95%) or removed hand jewelry or other adornments when washing food (61.48%). Most participants washed their hands (91.58%) and washed vegetables (99.28%). But a group of interviewees reported washing raw meat (27.81%) before preparing it. Cutting surfaces such as plastic (50.36%) and glass (49.36%) tops were the most prevalent in the study. Most respondents did not know how long they had been using their cutting boards (67.62%) and mentioned using the same surface to handle both raw and ready-to-eat products (84.17%). As for the preparation, most interviewees declared they did not check the food temperature during preparation (86.31%), ignoring the ideal cooking temperature (88.26%). Regarding the occurrence of FBDs, 79.17% of the interviewees reported having suspicious clinical signs associated with contaminated foods and 65.59% did not seek medical help. Thus, the participants demonstrated ignorance about adequate practices for food safety in the home environment, highlighting the need to conduct health education programs within the Brazilian population.(AU)


Este estudo teve como objetivo avaliar o perfil das práticas de manipulação de alimentos no ambiente domiciliar no Brasil utilizando um questionário online. Um questionário contendo perguntas sobre comportamento doméstico em nível de higiene e manipulação de alimentos foi construído e disponibilizado por redes sociais. O questionário continha informações sobre o perfil dos participantes, suas práticas de pré-preparo, preparo e pós-preparo de alimentos e a ocorrência de doenças transmitidas por alimentos (DTA). Obteve-se 701 respostas, os entrevistados foram 78,31% do sexo feminino e 21,68% do sexo masculino, com média de idade de 31,2 anos. A maioria (94,3%) possuia ensino superior completo ou incompleto. Na etapa de pré-preparo, os participantes avaliam o prazo de validade (97,28%) e a temperatura de armazenamento (44,79%) dos produtos no momento da compra. Em relação às práticas de manipulação dos alimentos, apenas alguns participantes lavavam as embalagens dos alimentos antes de armazená-los (31,95%) ou retiravam adornos ao lavar os alimentos (61,48%). A maioria dos participantes lavam as mãos (91,58%) e os vegetais (99,28%); entretanto, um grupo de entrevistados relatou lavar carne crua (27,81%) antes de prepará-la. Superfícies de corte como tábuas de plástico (50,36%) e de vidro (49,36%) foram os mais prevalentes no estudo. A maioria dos entrevistados não sabe há quanto tempo usa as tábuas de corte (67,62%) e utilizam a mesma superfície para manusear produtos crus e prontos para o consumo (84,17%). Quanto ao preparo, a maioria dos entrevistados declarou não verificar a temperatura dos alimentos durante o preparo (86,31%), ignorando a temperatura ideal de cozimento (88,26%). Em relação à ocorrência de DVA, 79,17% dos entrevistados relataram que já apresentaram sinais clínicos suspeitos associados a alimentos contaminados e 65,59% não procuraram atendimento médico. Nesse sentido, os participantes demonstraram desconhecimento sobre as práticas adequadas para a segurança dos alimentos no ambiente domiciliar, evidenciando a necessidade de realização de programas de educação em saúde com a população brasileira.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Feminino , Pesquisas sobre Atenção à Saúde/instrumentação , Manipulação de Alimentos/estatística & dados numéricos , Abastecimento de Alimentos/estatística & dados numéricos , Brasil , Higiene dos Alimentos/estatística & dados numéricos , Boas Práticas de Manipulação , Doenças Transmitidas por Alimentos/prevenção & controle
8.
Rev. Nutr. (Online) ; 35: e210265, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1406914

RESUMO

ABSTRACT Objective To assess the effect of an educational intervention program focused on health risk conditions, based on an assessment of the hygiene and quality of food sold in school cafeterias. Methods This is a controlled, parallel, randomized, two-arm, community study. Public and private schools with cafeterias were invited to participate. This study was conducted in 27 school cafeterias in northern and northwestern Rio Grande do Sul, a state in southern Brazil. Representatives of the school communities in the intervention group received an educational program consisting of 160-hour distance training. The most relevant outcomes were the assessment of the hygienic conditions and composition of the menus sold in school cafeterias. All outcomes were analyzed as intention-to-treat and per-protocol. For the analysis of continuous data with normal distribution, an analysis of covariance and the Generalized Linear Model were used. The level of statistical significance considered was p<0.05 for a 95% CI. Results No statistically significant difference was observed between the intervention group and the control group in the studied outcomes. There was a reduction of 76.2 points in the score for hygienic handling conditions (95% CI: -205 to 357; p=0.581). Regarding menu composition, the difference between groups was 0.48% (95% CI: -2.69 to 3.64; p=0.760) for ultra-processed foods, 0.23% (95% CI: -1.13 to 1.60; p=0.740) for processed foods, and 1.02% (95% CI: -2.59 to 4.64; p=0.581) for fresh foods. Conclusion There is not enough evidence to conclude that the intervention had a positive impact on any of the outcomes studied.


RESUMO Objetivo Avaliar o efeito de um programa de intervenção educacional nas condições de risco à saúde com base na avaliação das condições higiênicas e na qualidade dos alimentos comercializados em cantinas escolares. Métodos Este é um estudo comunitário, controlado, paralelo, randomizado, dois braços. As escolas de Ensino Fundamental e Médio, públicas e privadas, que possuíam cantinas, foram convidadas a participar. Este estudo foi realizado em 27 cantinas escolares do norte e noroeste do Rio Grande do Sul, sul do Brasil. Representantes da comunidade escolar das cantinas do grupo intervenção receberam um programa educacional composto por um treinamento a distância de 160 horas. Os principais desfechos avaliados foram avaliação das condições higiênicas e composição dos alimentos vendidos nas cantinas escolares. Todos os resultados foram analisados como intenção de tratar e per protocolo. Para análise dos dados contínuos, com distribuição normal, utilizou-se a análise de covariância e o Modelo Linear Generalizado. O nível de significância estatística considerado foi p<0,05 para um intervalo de confiança de 95%. Resultados Não foi observada diferença estatisticamente significativa entre o grupo intervenção e o grupo controle nos desfechos estudados. Houve redução de 76,2 pontos no escore das condições higiênicas de manipulação (IC 95%: -205 a 357; p=0,581). Em relação à composição dos cardápios, a diferença entre os grupos foi de 0,48% (IC 95%: -2,69 a 3,64; p=0,760) para os alimentos ultraprocessados, 0,23% (IC 95%: -1,13 a 1,60; p=0,740) para os alimentos processados e 1,02% (IC 95%: -2,59 a 4,64; p=0,581) para os alimentos in natura. Conclusão Não há evidências suficientes para concluir que a intervenção teve impacto positivo em nenhum dos desfechos estudados.


Assuntos
Humanos , Alimentação Escolar , Educação Alimentar e Nutricional , Qualidade dos Alimentos , Higiene dos Alimentos , Brasil , Alimentos in natura , Alimentos Processados , Alimentos Ultraprocessados
9.
Multimedia | Recursos Multimídia | ID: multimedia-9328

RESUMO

É possível manter uma alimentação adequada e saudável, com comida de verdade, de maneira fácil e prática. O nosso país tem uma infinidade de frutas, legumes e verduras que são muito saudáveis e podem ser consumidas de várias formas, mas precisam de um cuidado especial na hora da compra, higienização e conservação. Sobre esse tema, o Ministério da Saúde tem, inclusive, materiais de referência como o Guia Alimentar para a População Brasileira e o livro Na Cozinha com as Frutas, Legumes e Verduras. Mas para entender não só como comprar e preparar esses alimentos, mas também como conservá-los sem perda de sabor e de nutrientes, convidamos Milza Lana, da Embrapa.


Assuntos
Verduras/classificação , Dieta Saudável , Higiene dos Alimentos
10.
Multimedia | Recursos Multimídia | ID: multimedia-9329

RESUMO

Preparadas com vegetais frescos cultivados por produtores locais, as cestas verdes podem ser a base de uma alimentação saudável. Higienizar corretamente as folhas, frutas, legumes e verduras é fundamental para aproveitar cada alimento sem riscos para saúde e prevenindo o contágio pelo Coronavírus. A limpeza pode começar pela retirada das partes danificadas. Em seguida pela lavagem em água corrente. Se forem folhas, lavar cada uma separadamente. Para completar, confira abaixo a receita da solução clorada que deve ser usada para finalizar a higienização: - Para água sanitária (sem alvejante e perfume) com 1% de hipoclorito de sódio ou hipoclorito de sódio a 1%: diluir 2 colheres de sopa para cada litro de água. - Para água sanitária (sem alvejante e perfume) com 2,5% de hipoclorito de sódio ou hipoclorito de sódio a 2,5%: diluir 1 colher de sopa para cada litro de água. Com a mistura pronta, colocar frutas, legumes e verduras de molho por 15 minutos. Em seguida, enxaguar na torneira, deixar secar e guardar na geladeira em recipiente fechado. Lembre-se sempre de conferir as orientações do fabricante no rótulo do produto


Assuntos
Manipulação de Alimentos , Hipoclorito de Sódio , COVID-19/prevenção & controle , Higiene dos Alimentos , Dieta Saudável , 34658 , Distanciamento Físico
11.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 73(5): 1147-1158, Sept.-Oct. 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1345262

RESUMO

The aim of this study was to evaluate the productive and reproductive performance of dairy goat genotypes, as well as the influence of hygienic practices by farmers on the quality of goat milk. Productive and reproductive data of 81 Anglo Nubian and Alpine crossbred goats, as well as data on total milk production of goats over 100 days of lactation and partial production up to 56 days of lactation. Also, in natura milk samples from 160 properties in the region were evaluated. At the time of collection, a questionnaire was applied to diagnose goat milk production systems. Data from productive and reproductive performance were evaluated by Tukey test and descriptive analysis using the SPSS program. The herd presented a variation of the total milk production in lactation (TMP) from 267.40kg to 468.55kg, with lactation length ranging from 157 to 247 days, and average daily production between 1.43 and 1.89kg/day. Fertility rates were satisfactory, with the lowest rate being 76% and the highest 92%, with an average of 85.24% considering the six seasons of birth. The means of the gestation periods varied between 144 and 152 days. Regarding the sanitary characterization, 73% of farmers performed a cleaning of the room before and after milking. However, 94.8% of farmers did not eliminate the first jets of milk and only 29.2% used the screened mug test to identify clinical mastitis. Only 41% of farmers performed pre and post-dipping and 30.2% applied the iodine solution. Only 8.3% of farmers used disposable paper towels. However, 92% of producers still used fabric towel. It was also observed that 99% of the properties stored milk in buckets or cans without refrigeration. In the microbiological analysis, a small amount of milk samples (5.6%) was contaminated with Staphylococcus aureus, however the total coliform count was high. Regarding the somatic cell count, it was found that 86% of the properties presented values above one million cells per mL of sample. The study demonstrated the prevalence of several factors that contribute to the vulnerability of milk contamination in various stages of production such as milking and processing. Thus, the guidance and awareness of those responsible is extremely important to improve goat milk quality in the semi-arid region of Paraíba.(AU)


O objetivo do presente estudo foi avaliar o desempenho produtivo e reprodutivo de genótipos caprinos leiteiros, assim como a influência da adoção das práticas higiênicas pelos produtores sobre a qualidade do leite caprino. A primeira parte da pesquisa foi realizada na Estação Experimental Pendência-PB. Foram analisados dados produtivos e reprodutivos de 81 cabras Anglo-Nubiana e alpinas mestiças, bem como dados de produção total de leite das cabras acima de 100 dias de lactação e produção parcial até 56 dias de lactação. Também foram avaliadas amostras de leite in natura de 160 propriedades da região. No momento da coleta, foi aplicado um questionário de diagnóstico dos sistemas de produção de leite caprino. Os dados de desempenho produtivo e reprodutivo foram avaliados pelo teste de Tukey e pela análise descritiva utilizando o programa SPSS. O rebanho apresentou uma variação da produção de leite total na lactação desde 267,40kg a 468,55kg, com durações de lactação variando de 157 e 247 dias, e produção média diária entre 1,43 e 1,89kg/dia. As taxas de fertilidade foram satisfatórias, sendo a menor taxa de 76% e a maior de 92%, com uma média de 85,24% considerando as seis estações de parição. As médias dos períodos de gestação variaram entre 144 e 152 dias. Quanto à caracterização da sanidade, 73% dos produtores realizam limpeza da sala antes e após a ordenha. No entanto, 94,8% dos produtores não eliminam os primeiros jatos de leite e somente 29,2% utilizam o teste da caneca telada para identificação de mastite clínica. Apenas 41% dos produtores realizam pré-dipping e pós-dipping e 30,2% aplicam a solução de iodo. Somente 8,3% dos produtores usam toalhas descartáveis e 92% ainda utilizam toalha de tecido. Observou-se, ainda, que 99% das propriedades armazenam o leite ordenhado em baldes ou latões, sem refrigeração. Pequenas quantidades de amostras (5,6%) estavam contaminadas por Staphylococcus aureus, porém a contagem de coliformes totais teve valor elevado. Em relação à contagem de células somáticas, verificou-se que 86% das propriedades apresentaram CCS acima de um milhão de células por mL, devendo-se ajustar corretamente os manejos alimentar, produtivo e reprodutivo. As épocas de parição, lactação e o genótipo influenciaram de forma direta os índices produtivos e reprodutivos dos animais. Obsevou-se a prevalência de vários fatores que contribuem para a vulnerabilidade de contaminação do leite em diversas etapas de produção, tais como ordenha e processamento. Portanto, a orientação adequada e a conscientização dos responsáveis são de extrema importância para melhorar a qualidade do leite de cabra na região semiárida da Paraíba.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Cabras , Contaminação de Alimentos/análise , Leite/microbiologia , Leite/química , Lactação , Higiene dos Alimentos , Eficiência
12.
Rev. inf. cient ; 100(4): e3495, 2021. tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS, CUMED | ID: biblio-1289650

RESUMO

RESUMEN Introducción: La infección por Helicobacter pylori es cada vez más frecuente en los jóvenes peruanos e incrementa su riesgo de padecer neoplasias gástricas. Objetivo: Determinar los hábitos alimentarios y de higiene asociados a la seroprevalencia de infección por Helicobacter pylori en estudiantes universitarios del departamento de Cajamarca, Perú, durante los meses de septiembre a octubre de 2019. Método: Estudio observacional, transversal, prospectivo con un diseño no experimental. La población estuvo conformada por 367 estudiantes de la carrera profesional de Tecnología Médica. El tamaño de la muestra fue de 188 estudiantes de ambos géneros. Se detectaron anticuerpos IgG frente a Helicobacter pylori en suero, mediante el método de inmunocromatografía. Los hábitos alimentarios y de higiene se recopilaron utilizando una encuesta estructurada. Resultados: El 51,1 % de estudiantes presentó anticuerpos IgG frente a Helicobacter pylori. El 31,38 % de los estudiantes que consumía "a veces" alimentos elaborados en la calle resultaron seropositivos a Helicobacter pylori. Aquellos estudiantes que manifestaron lavarse las manos "a veces" (29,79 %) y "siempre" (21,28 %) antes de ingerir los alimentos presentaron anticuerpos IgG contra la bacteria. Además, los estudiantes seropositivos frente a Helicobacter pylori lavaban sus frutas y verduras con el agua del grifo (43,62 %) y consumían agua de grifo no tratada (29,79 %). Conclusión: El consumo de alimentos preparados en la calle, lavado de manos antes de consumir alimentos, tipo de agua para consumo y lavado de frutas y verduras antes de ingerirlas son hábitos alimentarios y de higiene asociados a la seroprevalencia de Helicobacter pylori.


ABSTRACT Introduction: Helicobacter pylori infection is becoming more frequent in the young population of Peru and at the same time increases the risk of gastric neoplasms. Objective: To identify the dietary and higiene habits associated with the seroprevalence of Helicobacter pylori infection in university students at the Cajamarca Department. Assesed period from September throughout October 2019. Method: An observational, cross-sectional, prospective study with a non-experimental design was carried out. A population of 367 students on Medical technology career were involved and 188 of them, in both sex, were selected as trial. It was detected, using the immunochromatography method in serum assay, IgG antibodies against Helicobacter pylori. Dietary and hygiene habits were collected using a well-structed enquiry. Results: It was identified IgG antibodies against Helicobacter pylori infection in 51.1% of students. The 31.38% of those who, not frequently, had consumed food prepared outdoors were seropositive for Helicobacter pylori. Those students who revealed wash their hands, not frequently (29.79%) and frequently (21.28%) before eating, produced antibodies against this bacterial infection. In addition, Helicobacter pylori seropositive students washed their fruits and vegetables with obtained water from the tap (43.62%) and consumed untreated water fom the tap too (29.79%). Conclusions: Food intake outdoors, wash of hands, fruits and vegetables before eating, and the quality of water to be consumption are dietary and hygiene habits associated with the Helicobacter pylori seroprevalence.


RESUMO Introdução: A infecção por Helicobacter pylori é cada vez mais comum em jovens peruanos e aumenta o risco de neoplasias gástricas. Objetivo: Determinar os hábitos alimentares e de higiene associados à soroprevalência da infecção por Helicobacter pylori em universitários do departamento de Cajamarca, Peru, durante os meses de setembro a outubro de 2019. Método: Estudo observacional, transversal, prospectivo com um não experimental. A população foi composta por 367 alunos da carreira de Tecnologia Médica. O tamanho da amostra foi de 188 alunos de ambos os sexos. Os anticorpos IgG contra Helicobacter pylori foram detectados no soro pelo método de imunocromatografia. Os hábitos alimentares e de higiene foram coletados por meio de questionário estruturado. Resultados: 51,1% dos alunos apresentaram anticorpos IgG contra Helicobacter pylori. 31,38% dos alunos que comeram "às vezes" alimentos preparados na rua eram soropositivos para Helicobacter pylori. Os alunos que relataram lavar as mãos "às vezes" (29,79%) e "sempre" (21,28%) antes de comer apresentaram anticorpos IgG contra a bactéria. Além disso, os alunos soropositivos para Helicobacter pylori lavavam frutas e vegetais com água da torneira (43,62%) e consumiam água da torneira não tratada (29,79%). Conclusão: O consumo de alimentos preparados na rua, a lavagem das mãos antes de consumir os alimentos, o tipo de água para consumo e a lavagem de frutas e verduras antes de ingeri-los são hábitos alimentares e de higiene associados à soroprevalência do Helicobacter pylori.


Assuntos
Humanos , Higiene dos Alimentos , Helicobacter pylori/isolamento & purificação , Comportamento Alimentar , Peru , Estudantes , Estudos Transversais , Estudos Prospectivos , Tecnologia Biomédica/educação , Estudo Observacional
13.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-48239

RESUMO

Diante da pandemia da COVID-19, é preciso repensar a maneira como os alimentos são consumidos, manuseados e armazenados. Nessa matéria, o médico infectologista do Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Rodrigo Souza, esclarece que, embora não existam evidências sobre a transmissão de coronavírus por meio da ingestão ou da manipulação de comidas, existem os chamados fômites, ou seja, “superfícies e objetos inanimados nos quais, dependendo do material, o vírus pode ficar vivo e infectante durante horas”


Assuntos
Infecções por Coronavirus , Pneumonia Viral , Higiene dos Alimentos
14.
Hig. aliment ; 35(292): e1045, Jan.-Jun. 2021. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1399826

RESUMO

Este trabalho teve como objetivo avaliar os aspectos higiênico-sanitários de Unidades de Alimentação e Nutrição Escolares (UANE) de duas escolas públicas do município de Currais Novos (RN) quanto à adoção das Boas Práticas na Alimentação Escolar. Os dados foram coletados por meio de lista de verificação própria para UANE, durante as visitas realizadas nas unidades de uma escola estadual e uma municipal. As unidades avaliadas se encontravam em risco sanitário regular, com pontuações de 74% e 54% para a escola estadual e municipal, respectivamente. As principais inadequações encontradas foram relacionadas às edificações e instalações; aos manipuladores; à higienização dos hortifrutis e ao controle de pragas e vetores urbanos. Pode-se concluir que a produção de refeições nas UANEs das escolas avaliadas não atende a requisitos importantes previstos pelas Boas Práticas na Alimentação Escolar.(AU)


This work intends to evaluate the hygiene-health aspects of Food and Nutrition Units (SFNU) of two public schools in the city of Currais Novos (RN) regarding the adoption of best practices in school food and nutrition. Data were collected through SFNU checklist, during visits to the units of a state and a municipal school. The health risk of units evaluated was regular, with scores of 74% and 54% for the state and municipal schools, respectively. The main inadequacies found were related to structure and facilities; food handlers; the hygiene of fruit and vegetables; and pest control and urban vectors. It could be concluded that the production of meals in SFNU of schools evaluated does not comply with important requirements established by the Good Practices in School Food and Nutrition.(AU)


Assuntos
Instituições Acadêmicas/organização & administração , Alimentação Escolar , Higiene dos Alimentos/métodos , Inspeção de Alimentos/métodos , Manipulação de Alimentos/métodos , Brasil , Boas Práticas de Fabricação
15.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 73(2): 487-494, Mar.-Apr. 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1248939

RESUMO

The aim of this study was to evaluate the influence of different periods of pre-slaughter fasting (F1: 2 to 24 hours and F2: 48 to 72 hours) on the counts of hygiene indicator microorganisms and the presence of Salmonella spp. in carcasses of bullfrogs. Two different stages of the slaughter process were analyzed: after bleeding (A) and after the final carcasses cleaning (B). Samples from each fasting period were analyzed to count hygiene indicator microorganisms (n=30) and Salmonella spp. (n=140). For aerobic mesophilic microorganisms, the variation in fasting periods caused a reduction of 0.69 log10 CFU / g (P<0.05) in F2 when compared to F1 at point B of the slaughter. Coliforms at 35º C and Escherichia coli showed no differences (P >0.05) between the fasting analyzed periods. Considering the presence of E. coli, it was observed that F2 resulted in a reduction of 30% (P<0.05) positivity on point B. For Salmonella spp., the results showed that F2 contributed to an 11.5% reduction in the presence of this bacteria at point B. (P<0.05). Therefore, it is concluded that 48 to 72 hours of pre-slaughter fasting resulted in a positive impact on the microbiological quality of bullfrog carcasses.(AU)


O objetivo deste estudo foi avaliar a influência de diferentes períodos de jejum pré-abate (F1: duas a 24 horas e F2: 48 a 72 horas) nas contagens de micro-organismos indicadores de higiene e na presença de Salmonella spp. em carcaças de rãs-touro. Foram analisadas duas etapas do processo de abate: após a sangria (A) e após a toalete final da carcaça (B). As amostras de cada período de jejum foram utilizadas para contagem de indicadores de higiene (n = 30) e Salmonella spp. (n = 140). Para aeróbios mesófilos, a variação no tempo de jejum causou uma redução de 0,69 log10 UFC/g (P<0,05) em F2 quando comparado a F1 na etapa B do abate. Os coliformes a 35ºC e Escherichia coli não apresentaram diferenças (P>0,05) entre os dois períodos de jejum analisados. Considerando a presença de E. coli, F2 resultou em uma redução de 30% (P<0,05) de positividade na etapa B. Para Salmonella spp., os resultados mostraram que F2 contribuiu para uma redução de 11,5% na presença desse micro-organismo na etapa B. Portanto, conclui-se que 48 a 72 horas de jejum pré-abate tiveram um impacto positivo na qualidade microbiológica das carcaças de rã-touro.(AU)


Assuntos
Animais , Rana catesbeiana/microbiologia , Salmonella/isolamento & purificação , Higiene dos Alimentos , Escherichia coli/isolamento & purificação , Inocuidade dos Alimentos , Jejum , Abate de Animais
16.
ABCS health sci ; 46: e021205, 09 fev. 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1152236

RESUMO

INTRODUCTION: The prevalence of parasitosis in children from Brazilian border cities is unknown. OBJECTIVE: To identify the prevalence of intestinal parasites in children from public pre-school on the Brazilian border and their socioeconomic and health profile. METHODS:: Fecal samples were obtained from 178 children from public early childhood educational center (CMEI) in Brazilian border municipalities in Foz do Iguaçu, Brazil. Samples were processed by Hoffman sedimentation and zinc sulfate centrifugation and flotation methods. A questionnaire was administered to children´s parents or guardians regarding parasitic diseases, socioeconomic status, and sanitary habits. RESULTS: The prevalence of intestinal parasites was 26.9% (n=48). A high prevalence of Giardia duodenalis was found (16.3%), followed by Endolimax nana (8.4%), Enterobius vermiculares (1.7%), Ascaris lumbricoides, and Entamoeba coli (0.5%). Forty-seven children (26.4%) presented monoparasitism. The percentage of parasitosis was significantly higher among male children (33.7% - p<0.036) who exhibited weight loss (50.0%), were from low-income families (35.4% - p=0.05), and had mothers with a low education (54.0% - p=0.0001). The highest percentage of Giardia was in children who exhibited weight loss (42.9% - p<0.05) and had mothers with low education (35.0% - p=0.0001). Multivariate analysis indicated that in the variable gender (male gender), weight loss and low maternal education contributed to the variability of parasitosis in children from the surveyed MCEC. CONCLUSION: The higher prevalence of Giardia was due to child and family variables. The detection of Enterobius vermiculares and Ascaris lumbricoides, despite the low frequency, indicates the need for better basic sanitation policies.


INTRODUÇÃO: A prevalência de parasitoses em crianças de municípios brasileiros de fronteira é desconhecida. OBJETIVO: Identificar a prevalência de parasitos intestinais em crianças de pré-escola pública de fronteira brasileira e seu perfil socioeconômico e sanitário. MÉTODOS: Foram obtidas amostras fecais de 178 crianças de Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) de Foz do Iguaçu, Brasil. As amostras foram processadas pelos métodos de sedimentação de Hoffman e centrifugação e flutuação no sulfato de zinco. Foi aplicado questionário aos pais ou responsáveis, referente a doenças parasitárias, nível socioeconômico e hábitos sanitários. RESULTADOS: A prevalência de parasitos intestinais foi de 26,9% (n=48). Houve maior prevalência de Giardia duodenalis (16,3%), seguido por Endolimax nana (8,4%), Enterobius vermiculares (1,7%), Ascaris lumbricoides e Entamoeba coli (0,5%). 47 (26,4%) crianças apresentaram monoparasitismo. O percentual de parasitose foi significantemente maior nas crianças do sexo masculino (33,7% - p<0,036), perda de peso (50,0%), famílias de baixa renda (35,4% - p=0,05) e mães com baixa escolaridade (54,0% - p=0,0001), enquanto, o maior percentual de Giardia foi em crianças com perda de peso (42,9% - p<0,05) e mães com baixa escolaridade (35,0% - p=0,0001). Análise multivariada indicou que na variável gênero (sexo masculino), perda de peso e baixa escolaridade das mães refletem parte da variabilidade da condição de parasitado das crianças dos CMEI pesquisados. CONCLUSÃO: Presença de maior prevalência de Giardia foi decorrente de variáveis da criança e da família e a detecção de Enterobius vermiculares e Ascaris lumbricoides, apesar da baixa frequência, indica necessidade de melhores políticas de saneamento básico.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Parasitos , Doenças Parasitárias/epidemiologia , Áreas de Fronteira , Brasil , Creches , Saúde da Criança , Higiene dos Alimentos/estatística & dados numéricos , Estudos Transversais , Giardíase , Saúde na Fronteira , Higiene das Mãos/estatística & dados numéricos
17.
An. venez. nutr ; 34(2): 64-75, 2021. tab
Artigo em Espanhol | LILACS, LIVECS | ID: biblio-1393286

RESUMO

Las condiciones higiénicas, sanitarias y nutricionales de comedores institucionales son claves para proteger la salud. Objetivo. El objetivo fue evaluar estas condiciones en comedores del Área Metropolitana de Caracas entre 2016-2017. Materiales y métodos. Mediante una investigación descriptiva, se seleccionaron intencionalmente siete comedores de cuatro municipios, para evaluar sus condiciones higiénico-sanitarias, riesgos potenciales en preparación de alimentos, menús, supervisión y gestión, asimismo educación para la salud. Se emplearon formularios de comparación nacional, Código Alimentario, HACCP y escala de estimación, con observación directa estructurada. Resultados. Los resultados incluyeron cinco comedores en la categoría I, uno en la II y uno en la III, reafirmando que el número de menús, la complejidad de platos y el gran número de comidas/usuarios representan mayores riesgos para la salud, con violaciones críticas permitidas. Se registró una eficiencia higiénico general media satisfactoria (88,02%). Las fallas, enumeradas en orden decreciente fueron: protección en almacenamientos, edificaciones e instalaciones, equipo y utensilios, personal, servicios sanitarios, disposiciones generales y saneamiento ambiental. No aplicaron HACCP; hay deficiencias en buenas prácticas de preparación y manipulación según los riesgos potenciales de elaboración de comidas: control de temperatura, uniformes, hábitos higiénicos, comidas testigos, acciones correctivas. Las temperaturas indicaron control higiénico de alimentos, con mayor riesgo en reposo y pasos de refrigeración; adecuado en cocción. El manejo del menú y la alimentación fue muy bueno, pero la educación para la salud clasificó de regular a malo. Conclusiones. Se concluye que aun en crisis los comedores poseen adecuada gestión, cumpliendo la legislación en cuanto a condiciones higiénicas sanitarias, parámetros y características nutricionales de la alimentación(AU)


The hygienic, sanitary and nutritional conditions of institutional canteens are keys to protecting health. Objective. Evaluate these conditions in canteens in the Metropolitan Area of Caracas between 2016-2017. Materials and methods. Through a descriptive research, 7 canteens from four municipalities were intentionally selected to evaluate their hygienic-sanitary conditions, potential risks in food preparation, menus, supervision and management, as well as health education. National comparison forms, Food Code, HACCP and estimation scale were used, with structured direct observation. Results. The results included five dining rooms in category I, one in category II and one in category III., reaffirming that the number of menus, the complexity of dishes and the large number of meals/users represent greater health risks, with critical violations allowed. A satisfactory average overall hygienic efficiency (88.02%) was recorded. The failures, listed in decreasing order were: protection in storage, buildings and facilities, equipment and utensils, personnel, sanitary services, general provisions and environmental sanitation. They did not apply HACCP; there are deficiencies in good preparation and handling practices according to the potential risks of meal preparation: temperature control, uniforms, hygienic habits, witness meals, corrective actions. Temperatures indicated hygienic control of food, with increased risk at rest and refrigeration steps; suitable in cooking. Menu management and food was very good, but health education classified from regular too bad. Conclusions. It is concluded that even in crisis the canteens have adequate management, complying with the legislation in terms of sanitary hygienic conditions, parameters and nutritional characteristics of the food(AU)


Assuntos
Higiene dos Alimentos , Dieta , Refeições , Acesso a Alimentos Saudáveis , Avaliação Nutricional , Educação em Saúde , Risco à Saúde Humana , Ciências da Nutrição
18.
Interface (Botucatu, Online) ; 25(supl.1): e200654, 2021.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1154586

RESUMO

O manuscrito discute a qualidade higiênica de espaços de comercialização, manipulação e consumo de alimentos à luz dos cuidados necessários à prevenção da contaminação por Sars-CoV-2. O texto chama a atenção para a dimensão sanitária da segurança alimentar, pouco discutida no âmbito da saúde pública, apesar de presente na Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN). A relevância desse trabalho é assegurada pelo paralelo traçado entre as condições higienicossanitárias de feiras, supermercados e restaurantes, percebendo-os como espaços de risco de disseminação do novo vírus, as orientações publicadas para a mitigação da Covid-19 e o papel desempenhado pela Vigilância Sanitária (Visa). Por fim, aponta a necessidade de regulamentações que considerem o arcabouço sociocultural dos agentes inseridos no processo e reforça a necessidade da instituição de espaços de diálogos que contribuam para a recodificação do conceito de higiene. (AU)


El artículo discute la calidad higiénica de espacios de comercialización, manipulación y consumo de alimentos, a la luz de los cuidados necesarios para la prevención de la contaminación por SARS-CoV-2. El texto llama la atención para la dimensión sanitaria de la seguridad alimentaria, poco discutida en el ámbito de la salud pública, a pesar de presente en la Política Nacional de Alimentación y Nutrición. La relevancia de este trabajo tiene como base el paralelo trazado entre las condiciones higiénico-sanitarias de las ferias, supermercados y restaurantes, percibiéndolos como espacios de riesgo de diseminación del nuevo virus; las orientaciones publicadas para la mitigación de la Covid-19 y el papel desempeñado por la Vigilancia Sanitaria. Por fin, señala la necesidad de reglamentaciones que consideren la estructura sociocultural de los agentes inseridos en el espacio y refuerza la necesidad de la institución de espacios de diálogos que contribuyan para la recodificación del concepto de higiene. (AU)


The article discusses the hygienic quality of food commercialization, handling and consumption in light of necessary precautions to prevent contamination by SARS-CoV-2. The text draws attention to the health dimension of food security, which is little discussed in the public health field, despite being addressed in the National Food and Nutrition Policy. The relevance of the current research is substantiated by the association between hygienic-sanitary conditions in free fairs, supermarkets and restaurants by understanding them as risk areas for the spreading of the new virus, as well as guidelines published to help mitigating Covid-19 and the role played by Health Surveillance. Finally, it highlights the need of issuing regulations that take into consideration the sociocultural framework of agents inserted in the process and emphasizes the need of setting dialogue spaces to contribute to decode the concept of hygiene. (AU)


Assuntos
Vigilância Sanitária/tendências , Alimentação Coletiva , COVID-19/prevenção & controle , Infraestrutura Sanitária , Higiene dos Alimentos
19.
Lima; Perú. Ministerio de Salud; 1 ed; 2021. 42 p. ilus.
Monografia em Espanhol | LILACS, LIPECS, MINSAPERÚ | ID: biblio-1343759

RESUMO

La publicación describe las pautas y procedimientos a seguir por todas las municipalidades tipo A y C, y para las municipalidades priorizadas de tipo D, para el correcto cumplimiento de la Meta 6 "Regulación del funcionamiento de los mercados de abastos para la prevención y contención del COVID-19" del Programa de Incentivos a la Mejora de la Gestión Municipal del año 2021


Assuntos
Higiene dos Alimentos , Impactos da Poluição na Saúde , Saneamento de Mercados , Controle e Fiscalização de Alimentos e Bebidas , Pandemias , Abastecimento de Alimentos , COVID-19
20.
Arq. Inst. Biol ; 88: e0702019, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1348957

RESUMO

Products such as milk and cheese produced by hand and sold by small producers in open markets and at home are a reality in Brazil, despite legal prohibitions. In many cases, this leads to the production of food without hygienic conditions, which may constitute an important source of transmission of foodborne diseases and a danger to public health. This study proposes to examine the hygienic-sanitary quality of milk and cheese sold illegally in municipalities of northern Mato Grosso, Brazil, to undertake a phenotypical investigation of the presence of resistance of isolated colonies to antimicrobials and to detect the production of ß-lactamase enzymes: extended-spectrum ß-lactamase (ESBL), AmpC ß-lactamases (AmpC) and carbapenemases. The 25 milk and 37 cheese samples analyzed were subjected to the most probable number (MPN) test, isolation on eosin-methylene blue agar (EMB) agar and Escherichia coli identification by biochemical tests and disk diffusion test. Results showed that 76% of the milk samples and 67.57% of the cheese samples had thermotolerant coliform counts above the value allowed by the legislation. The milk and cheese isolates showed 15.79 and 5.88% resistance, respectively, to at least one of the tested antimicrobials. No ß-lactamase enzyme production was observed in the isolates.


Assuntos
Queijo , Leite , Escherichia coli , Vigilância Sanitária de Produtos , Contaminação de Alimentos , Higiene dos Alimentos , Inspeção de Alimentos , Saúde Pública , Doenças Transmitidas por Alimentos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...